domingo, 27 de fevereiro de 2011

TUDO IGUAL NO CHOQUE REI

São Paulo joga melhor e abre o placar no primeiro tempo com Fernandinho, num golaço. Mas tem Alex Silva expulso no segundo tempo, o Palmeiras passa a dominar e consegue o empate com Adriano que tinha acabado de entrar.

A água que caia forte desde às 14hs desse domingo parecia querer esfriar o clássico, isso por que atrasou o início do jogo em aproximadamente uma hora e meia. Depois que a chuva parou, a água baixou e escuou e o arbitro autorizou o início da partida. O que se viu foram duas equipes com ímpeto a flor da pele e logo de cara, Valdivia e Alex Silva trocaram farpas. Nos primeiros minutos o fogo pegou e evaporou a água, devido esse fogo, antes dos quinze minutos um jogador de cada equipe já tinha um amarelo, Miranda do São Paulo e Danilo do Palmeiras.

Com a bola no chão e nos pés de Dagoberto, Fernandinho e Lucas, o São Paulo foi mais time, dominou as ações e criou mais oportunidades. Até que aos 25 minutos, APAGÃO NA ZAGA PALMEIRENSE. Fernandinho recebe na entrada da grande área pelo lado esquerdo, tira o zagueiro da jogada e bate cruzado no angulo de Deola, que nada pode fazer.

O apagão palmeirense coincidiu com o apagar das luzes do estádio, que provocou uma paralisação de 15 minutos na partida.

Voltamos ao jogo!

O São Paulo continuava dominando, Deola teve que trabalhar e trabalhou bem, com ótimas defesas e impedindo que o Tricolor ampliasse o placar.

Quando o Palmeiras tentava sair para o ataque, a ótima defesa são paulina bloqueava as tentativas. E quando passava pela defesa, estava lá Rogério Ceni para impedir.

O São Paulo imprimiu um ritmo muito veloz, pois contava com Fernandinho, Lucas, Dagoberto e as aproximações de Casemiro. Até os zagueiros Miranda e Alex Silva levaram perigo ao gol verde, em troca de passes e arremate de Alex que Deola defende.

O técnico Felipão errou em escalar dois atacantes de chegada e não um para ficar fixo na área, um legitimo camisa nove. No retorno para o segundo tempo, o técnico, não sei porque, trocou um zagueiro pelo outro; tirou Danilo (será que foi porque não conseguiu para Fernandinho na jogada do gol?) e colocou Leandro Amaral. Nada que fortalecesse o que o Palmeiras mais precisa foratelecer, o ataque.

O São Paulo adotou uma nova postura e começou a esperar o Palmeiras para tentar roubar a bola e sair no contra-ataque, pois velocidade para isso tem. E conseguiu algumas boas jogadas, em uma delas Dagoberto rouba a bola, carregou até a entrada da área e bateu.

A DIFERENÇA!!!


Felipão então decidiu fazer algo para tentar pelo menos o empate. Tira Luan, que até então não havia feito nada na partida, e coloca Adriano Michael Jackson. Em seu primeiro lance, tenta passar por Alex Silva (que aparentava estar nervoso desde o primeiro lance de jogo), cai para cavar falta, o zagueiro são paulino se irrita e o empurra. Pronto, Adriano em seu primeiro lance fez mais que Luan, cavou a expulsão do zagueiro são paulino. Mas não ficou só nisso.

O Palmeiras com um a mais desde os 12 minutos do segundo tempo, passou a dominar a partida e ter mais oportunidades de gol, mas continua pecando nas finalizações.  Muitas dessas finalizações foram defendidas por Rogério Ceni, que fez uma ótima partida, só faltou o gol, dele claro!

Mas aos 37 minutos, Adriano faz "a diferença" em troca de passes na entrada da área, Kleber o deixa na cara de Rógerio e dessa vez não deu para o goleirão. Palmeiras empata a partida e continua dando trabalho a defesa são paulina. Mas ficou nisso mesmo.

Com os resultados dessa rodada o São Paulo ficou na quarta posição com 19 pontos e o Palmeiras cai para a terceira posição com 21 pontos atrás de Mirassol e Corinthians, ambos com 22 pontos.

DECLARAÇÕES:

Fernadinho diz que a arbitragem influenciou diretamente no resultado da partida, pois expulsou o Alex Silva.

Keber deixa recado para Felipão sobre quem deve ser o camisa 9, o matador. Quando perguntado sobre a declaração de Felipão que disse: "Se o Palmeiras não contratar um centro-avante matador, não vai a lugar nenhum". Kleber disse: "O Adriano jogou no Bahia e fez 17 gols, mas a gente prefere jogar com dois jogadores abertos, mas o Adriano esta ai".

Felipão na coletiva declara que São Paulo joga a culpa de maus resultados na arbitragem, para que no próximo jogo seja beneficiado pela mesma arbitragem.

O QUE VEM PELA FRENTE?
O São Paulo terá a semana sem jogo, pois eliminou o jogo de volta da Copa do Brasil e só volta a campo no sábado contra o São Caetano, no Anacleto Campanela.
Na quarta-feira o Palmeiras receberá o Comercial - PI no Pacaembu, pelo jogo de volta da Copa do Brasil.

3 Comentários:

  1. Só faltou cair meteoro...nesse jogo.

    ResponderExcluir
  2. Isso tudo foi bom para o Timão que já passou esses timecos...

    Vai Timão

    ResponderExcluir