segunda-feira, 27 de agosto de 2012

QUEM GANHA A AMÉRICA, ESQUECE O BRASIL E PENSA NO MUNDO!

E aí galera Apaixonada por Futebol!

Utilizar o Brasileiro como forma de preparação para chegar ao Mundial com condições de brigar pelo título. Essa é a rotina que segue o time que conquista a Libertadores da América.

Como torcedor, minha vontade é que meu time entre em qualquer campeonato para ganhá-lo, mas esse pensamento foge da realidade e da logística empregada pelos clubes.

Dentre todos os brasileiros que venceram a Libertadores, não me recorde e não encontrei nenhum que buscou o titulo nacional com vontade e garra - veja quadro abaixoCom exceção ao Internacional de 2006, que ainda ficou na segunda colocação do Nacional e conquistou o Mundial de Clubes da Fifa, os demais abdicaram de disputar os pontos no torneio para utilizar como laboratório para Tóquio ou Dubai.

Raramente um dirigente ou técnico declara que deixará a competição em segundo plano para se dedicar a preparação. No entanto, o que vemos em campo é o desejo de apenas se manter fora da zona de rebaixamento e não sofrer derrotas que tragam uma má impressão aos torcedores e impressa.

Chegando nas últimas rodadas sem sofrer com a sobra da serie B em suas costas é só fazer as malas, viajar, deixar a garotada jogar e aguardar o adversário da semifinal.

Sei que a euforia para a disputa do Mundial é muito grande, por mais que não declarem verbalmente, mas o corpo fala e denuncia nas ações. Conquistando o direito de disputar o Torneio Master e garantindo vaga na Libertadores do ano seguinte, o clube pensa que todos os seus problema estão resolvidos.

Para os torcedores o que fala mais alto é a necessidade de comemorar títulos, indiferente de quais sejam. Para os amantes do Futebol não existe maior ou menor, o que vale é vibrar com cada troféu conquistado.

Acredito que os times deveriam pensar nisso, pois imaginem se a fiel corintiana pensasse igual aos dirigentes e jogadores. O Pacaembu não estaria recebendo o público que está comparecendo a cada partida. Até o presente momento a torcida fez sua parte, mas com o distanciamento do hexa, vai se esfriar e parar de lotar o estádio.

Da mesma forma que aconteceu com o Santos o ano passado, que deixou o Brasileiro na 10º colocação, creio que seja o caminho que seguirá o atual Campeão da Libertadores.

domingo, 26 de agosto de 2012

PACAEMBU DOS VISITANTES!

E aí galera Apaixonada por Futebol!

O Pacaembu nesse final de semana foi palco de dois clássicos paulistas. No sábado, o Palmeiras foi derrotado pelo Santos pelo placar de 2 a 1 e hoje foi a vez do Corinthians ser surpreendido pelo São Paulo pelo mesmo placar e, também, de virada.

Os clássicos eram cercados por tabus, que foram quebrados, e escritas, que foram apagadas. Os times mandantes não souberam aproveitar o incentivo e a euforia da torcida. 

O time da Baixada não vinha tendo grandes atuações diante do alviverde, mas Neymar não quis saber e jogou muita bola, marcou dois gols e mostrou que agora possui mais um recurso para faze-los. O tento de empate, marcado em cobrança de falta, mostrou que vem treinando este fundamento e passará a ser mais uma de suas armas.

O tricolor entrou no mesmo Pacaembu e na mesma situação que o Santos entrou no sábado, desacreditado. Sofreu uma verdadeira blitz nos primeiros minutos, ficou atrÁS no placar, poderia ter sofrido uma nova goleada, mas Luiz Fabiano voltou e deixou seus dois para virar e quebrar o tabu.

Visitantes vitoriosos, jogos vencidos de virada e com dois gols das principais estrelas dos vencedores. Neymar e Luiz Fabiano foram os nomes das partidas e calaram as torcidas mandantes.

Erros de arbitragem? Tivemos, no entanto, vamos falar apenas de futebol! Em boa parte dos jogos da rodada os árbitros erraram e modificaram os placares.

Diferença entre os clássicos! No sábado, 22.020 presentes em Palmeiras 1 x 2 Santos; nesse domingo, 36.644 presenciaram Corinthians 1 x 2 São Paulo.

sábado, 25 de agosto de 2012

GANSO ESTÁ ENCHENDO O S...

E aí galera Apaixonada por Futebol!

O Santos Futebol Clube não aguenta mais os joguinhos em que está sendo colocado em relação a permanência de PH Ganso. Desde o final do ano passado as especulações são inúmeras, clubes interessados vários, mas nenhum cobre os valores que o alvinegro pede. 

Exterior, Corinthians, Internacional e, agora, São Paulo desejam, ou desejaram, contar com o camisa 10 em suas equipes. Ney Franco, técnico tricolor, declarou que já havia feito um campinho tático com a presença do atleta. Ganso por sua vez declarou que seria um prazer jogar no time do Morumbi. 

Declarações desnecessárias e fora de hora em véspera de clássicos. Os dirigentes do Peixe já estão ficando cansados e cheios com o imbróglio e já disseram que o único meio do meia vestir outra camisa é quando alguém pagar a multa. Mas quem vai pagar um valor próximo a R$ 50 mil por um jogador que mais fica no departamento médico e que não vive uma boa fase? 

Sei que a culpa desse situação é totalmente do Santos, que deixou o jogador de lado, mesmo com as conquistas do Paulista e da Libertadores-11. Quem não se lembra da valorização de Neymar e a briga que foi para reajustar o salário de Ganso, que estava machucado? Se enganou quem achava que isso não traria problemas para o elenco. 

Sim, concordo que a importância de PH não se compara ao que representa N11. Os títulos foram conquistados em conjunto, Neymar e Ganso contabilizam cinco canecos com a camisa santista. Porém, a importância do camisa 11 é mensurada por ótimos números. Enquanto Ganso entrou em campo 144 vezes e marcou 33 gols, a joia da Vila jogou 192 partidas e balançou as redes em 112 ocasiões (números desde 2009 quando começaram a jogar juntos). A diferença é gritante!

Com esses números em mãos é totalmente aceitável a situação de cada atletas e acredito que Ganso deveria permanecer no Santos e acabar com essa péssima imagem que está criando perante os santistas.

A novela está apenas na metade e o capitulo dessa semana rendeu até carta de esclarecimento. Deem um olhada o que escreveram os dirigente do Santos. As criticas são fortes e agitem desde o SP até o próprio jogador.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

PERIGO REAL E IMEDIATO - por Lédio Carmona

Respeito a preocupação com a segurança. Não suporto mais ler e ouvir histórias de mortes de torcedores devido a confrontos boçais contra desafetos. A rivalidade no futebol deixou de ser saudável para se tornar algo intragável. Tudo é verdade. Mas nada disso justifica a decisão de que o clássico de domingo entre Cruzeiro e Atlético Mineiro seja disputado com torcida única. No caso, por ser mandante, apenas o Cruzeiro terá torcedores no Estádio Independência. O Atlético Mineiro, líder e melhor time da competição, será obrigado a ter seus fiéis adeptos condenados a ficar em casa numa partida importantissima e disputada “dentro de casa”.
Se o Cruzeiro fosse o punido a ficar em casa minha opinião seria exatamente a mesma. A segurança pública tem o direito e dever de tomar suas decisões, mas o clássico de torcida única é um tiro no pé da sociedade. É assumir de vez que não há soluções para banir vagabundos e bandidos dos estádios. É assumir que toda praça esportiva é um barril de pólvora e que o cidadão de bem deve pensar 567 vezes antes de ir a uma arena (termo da moda).

Se o Independência não está preparado para os perigos do clássico, lamento mais ainda. Tão novo, tão belo, motivo de orgulho para os mineiros, deve estaria pronto para receber o principal jogo do estado. O tema sobre segurança do torcedor deve ser prioridade sempre. Relativizar e tomar a decisão medonha do jogo com uma torcida só é  lavar as mãos. É uma espécie de amputação do espetáculo. Um jogo de futebol tem duas torcidas e são elas que ajudam a incrementar a emoção em campo. Domingo, no Independência, só teremos um lado. O outro fica em casa. Como se isso evitasse confrontos. Alguém duvida que haverá problemas e badernas dos vagabundos pelas ruas de BH? E quem disse que não há briga entre representantes de uma mesma torcida?

O mais grave é que a prática corre risco de virar moda. Primeiro, justificava-se a decisão pelos clássicos em Sete Lagoas. Agora, com estádio pronto, repete-se o protocolo em Belo Horizonte. Não se surpreendam que a prática, daqui a um tempo, se estenda para outros estados. Repito: as autoridades tem todos os motivos para temer pela segurança  dos torcedores do bem. Deve mesmo trabalhar muito em cima do tema . Porém, na minha humilde opinião, inventar jogo de torcida única, é trancafiar gente de bem dentro de casa por causa de meia dúzia de pilantras. Pode ser o começo do fim. Ou simplesmente a dolorosa rendição da sociedade brasileira que ama, vive o futebol e tem o estádio como extensão da sua casa.

por Lédio Carmona - globo.com

domingo, 19 de agosto de 2012

ERRAR É HUMANO. PERSISTIR NO ERRO É ÁRBITRO DE FUTEBOL!

E aí galera Apaixonada por Futebol!

Há algum tempo estava pensando em arbitragem brasileira e essa semana passei a pensar em âmbito mundial. Mundial, devido ao que aconteceu nas Olimpíadas de Londres com o boxeador brasileiro, Esquiva Falcão, que foi garfado em dois pontos e ficou sem a medalha de ouro. O lutador poderia ter subido no lugar mais alto do pódio, mas devido as penalidades aplicadas pelo árbitro polonês Mariusk Gorny acabou sacramentando a vitória do japonês Ryota Murata por 14 x 13. O COB (Comitê Olímpico Brasileiro) já entrou com pedido de revisão do resultado.
O BRA-12 conta com erros de arbitragem aos montes e não polpa nenhum clube ou privilegia algum Estado, as falhas e equívocos são para todos. Contrariando o que diz alguns comentaristas que insistem dizer que o Corinthians e os times do Rio de Janeiro são beneficiados pela arbitragem. 

Contabilizando os erros grosseiros e que alteraram resultados, encontramos mais de um por rodada. 

Hoje foi a vez do Corinthians ser prejudicado e muito prejudicado. No lance que resultou no segundo gol santista, o assistente Emerson Augusto de Carvalho errou três vezes. Bruno Rodrigo, Durval e André estavam impedidos, mas ele não levantou a bandeira nenhuma vez.

Os árbitros selecionados para as partidas são totalmente despreparados e fica mais evidente através de decisão do STJD em suspender Héber Roberto Lopes por quinze dias. Denunciado por não punir o goleiro Valdemar (América - RN) com o cartão vermelho após atingir a perna esquerda do atleta adversário com uma voadora violenta. Sem a interferência de algum clube pedindo, não me recordo de episódio semelhante a este.

Se a decisão que foi tomada na Serie-B fosse replicada para as atuações da divisão principal, acredito que os erros seriam minimizados. Não digo que acabariam, por que todos são humanos e passivos de erros, mas diminuiriam ao extremo.

Finalizada a décima oitava rodada, podemos dizer que mais uma vez um clássico foi decidido no apito como tantas outras partidas nesse Campeonato Brasileiro.

O que você acha? Qual a qualidade de nossos árbitros?

sábado, 18 de agosto de 2012

E SE RONALDINHO ESTIVESSE JOGANDO...?

E aí galera Apaixonada por Futebol!

A falta de tempo para escrever voltou com as aulas, mas isso não me privará de pelo menos procurar algo de interessante para compartilhar com vocês. Essa semana, o Atlético - MG foi atrapalhado na busca por mais uma vitória por seu chará goiano. Mesmo assim, o Alvinegro de Minas continua líder, com boa vantagem sobre o segundo colocado e com um jogo a menos.

Diante disso, procurei alguma matéria ou postagem que retratasse o poder do Galo Vingador e achei a publicação de Antero Greco para o estadao.com, que analisou e valorizou o considerado refugo do futebol. Ronaldinho Gaúcho saiu do Flamengo pela porta do fundo e virou o grande destaque de um time que para muitos não teria chance de título. Confira abaixo:

E SE RONALDINHO ESTIVESSE JOGANDO BEM NO RIO OU EM SP?

O Atlético-MG vai bem, obrigado, no Campeonato Brasileiro. Lidera com méritos e ainda tem um jogo para disputar – aquele adiado com o Flamengo. Um dos segredos do time dirigido por Cuca é a sintonia entre os setores. Pode não ser um esquadrão, mas tem dado conta do recado e não parece ser fogo de palha.

Mas merece destaque também Ronaldinho Gaúcho. O craque foi para Belo Horizonte, após romper com o Flamengo, e porque não lhe restavam alternativas no Exterior, em Porto Alegre, no Rio mesmo em São Paulo. O Galo acenou como boia de salvação para um jogador maduro, badalado, mas que murchou nos últimos anos.

A aventura foi olhada com desconfiança. Afinal, por que o Atlético iria arriscar-se com um jogador sabidamente difícil de controlar? A troco de que iria chamar um profissional de valor indiscutível, mas de dedicação bem duvidosa? Era mexer com fogo, era investir em um astro que embicou para a fase final de carreira longo do brilho anterior. Havia muitos indícios de que a experiência seria um fracasso.

E, não é que, até agora, o pessimismo não se confirmou? Ao contrário, Ronaldinho tem sido um dos responsáveis pela campanha formidável. Não, ele não está comendo a bola como nos bons tempos de Barcelona. Não tem aqueles atrevimentos que arrancaram aplausos até da torcida do Real Madrid no Santiago Bernabéu. Também não enfileira adversários como se estivesse numa brincadeira de criança.

Ronaldinho no Atlético tem sido discreto, prático e eficiente. Tudo o que Cuca, seus companheiros, dirigentes e torcedores queriam. E, no caso dele, ser “mediano” já é bem mais do que a maioria pode apresentar. O gaúcho tem qualidade no passe, precisão nos lançamentos e inteligência para tabelar. Os outros, sobretudo Jô, agradecem.

Falta-lhe mais pontaria nas finalizações, os gols são mais raros. Mas compensa com participação maior do que a que se via no Flamengo. E está bom assim. Ronaldinho não precisa ser o destaque da companhia. Basta seguir nessa toada que são grandes as chances de terminar a temporada com um título nacional e com o carimbo de recuperado.

Não o vejo de volta à seleção. Nem sei se seria o caso. Mas não resisto à observação: se estivesse num clube de grande apelo popular, do Rio ou de São Paulo, você acha que não estariam ensaiando uma campanha para sensibilizar Mano Menezes? Eu não tenho dúvidas de que a resposta seria “sim”.

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

COMO VAI SE CHAMAR A BOLA DA COPA?

E aí galera Apaixonada por Futebol!

Após o termino das Olimpíadas e a decepção que a Seleção Brasileira passou, agora é a hora de escolher o nome da bola da Copa do Mundo 2014. Antes de mais nada, quero deixar claro que essa postagem não é nenhuma propaganda para te levar ao site da empresa responsável, mas sim uma manifestação adversa aos nomes que foram sugeridos.
Bossa Nova, Brazuca e Carnavalesca. São as opções que aparecem no site da Adidas, responsável pelo fornecimento das bolas da Copa desde 1970. 

A ideia é inovadora, pois pela primeira vez a torcida escolherá o nome do objeto mais importante da competição. Por outro lado, os nomes não são de primeira qualidade e nos leva a crer que o escolhido será: Brazuca. Isso por que é o único que faz uma alusão à nossa paixão pelo futebol. Bossa Nova e Carnavalescas não soam muito bem aos ouvidos e nos levam ao mundo da música e não do futebol. Fato que se assemelha ao que aconteceu na Argentina (1978) e Espanha (1982), quando chamaram de Tango (tipo musical e dança a par).

O site band.com está com uma enquete semelhante, mas que não será usada como padrão para o batismo. Até o momento da publicação dessa postagem o nome que aparecia em primeiro lugar era muito interessante e presta uma merecida homenagem à Osmar Santos.

Quem não se lembra ou já ouviu falar em: "Pimba na gorduchinha"? Frase eternizada pelo Pai da Matéria.

Em minha opinião, Gorduchinha, é o nome mais apropriado para a redonda que vai rolar em 2014 nos gramados do Brasil!

Aproveitando a deixa, a concorrente Nike, aproveitou e já divulgou em primeira mão no programa de rádio Papo de Craque 2ª edição que em 2013, a bola do Brasileirão vai se chamar Gorduchinha.

O que você acha? Qual é o melhor nome para a bola da Copa do Mundo 2014?

sábado, 11 de agosto de 2012

ADEUS! MANO NÃO SERÁ MAIS TÉCNICO DA SELEÇÃO?

E aí galera Apaixonada por Futebol!

O Brasil entrou em campo como franco favorito ao inédito titulo Olímpico. Todos, inclusive eu, contavam com uma exibição no minimo eficiente de nossos atacantes para minimizar a fragilidade de nosso setor defensivo.
Esse status de favorito durou apenas 29 segundos, isso mesmo, 29 segundos do primeiro tempo os mexicanos aproveitaram uma falha infantil de Rafael e o jogador Peralta marcou o seu primeiro gol na partida. A certeza que os torcedores tinham no titulo se transformou em esperança de virada. Aos 29 minutos do segundo tempo, Peralta mais uma vez jogou um balde de aguá fria e marcou seu segundo gol.

O Brasil marcou o seu de honra com Hulk, aos 46. Se animou, ficou próximo do empate em cabeçada de Oscar, mas já era tarde.

Todas as falhas que aconteceram no jogo final em Londres já estavam em evidencia há algum tempo, mas a correção cabia ao nosso comandante Mano Menezes. Não basta conhecer o erro, é necessário trabalhar para que não voltem a acontecer. E a responsabilidade é exclusivamente do técnico.

O ex-técnico da Seleção, Mano Menezes, conhecia e sabia quais eram os pontos que precisavam ter mais atenção para evitar o vexame nesta partida, contudo, não deve ter trabalhado. Os treinamentos secretos não adiantaram nada.

Digo ex por que não acredito que resista a mais esse fracasso e a grande pressão que será exercida sobre o Zé das Medalhas (Pres. da CBF José Maria Marin) para que seja demitido. Mesmo que os grandes banquem sua permanência, o minimo que poderia fazer era pegar seu boné e procurar emprego na Europa,  realizando assim seu desejo de dirigir um time do velho continente.

Não bastasse a má convocação que fez, deixando de convocar jogadores com mais idade para o setor defensivo e meio-campo. Quando precisou usar uma das principais peças que levou, demorou. Não sou fã do futebol do Lucas, mas colocar o menino faltando 8 minutos para o fim da partida é um absurdo. O Brasil precisando vencer e o Mano brigando com seu ego, que o impediu de lançar o cara para tentar reverter o placar. Tanto é que o gol saiu quando o camisa 7 estava em campo.

É muito fácil se manifestar contrariamente quando não há mais possibilidade de reverter as circunstancias. Em minha última postagem sobre a seleção Olímpica, apontei as falhas que seriam prejudiciais ao Brasil, mas acreditava no título.

E aí o que você acha? Mano Menezes continua no comando?

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

LUCAS NO PSG! BOM PARA O CORINTHIANS!

O Corinthians quer participar da partilha dos milhões de reais que o São Paulo receberá com a venda do meia-atacante Lucas para o Paris Saint-Germain, da França. O Timão se apressa para reunir documentos e comprovar que foi um dos clubes formadores do jogador e, assim, receber uma fatia da maior negociação da história do futebol brasileiro - mais de R$ 108 milhões.
- Estamos fazendo um levantamento para saber o período em que ele jogou aqui. Se for direito do Corinthians, vamos atrás disso. É fato que ele se formou aqui, não tenha dúvida – afirmou o diretor jurídico do Timão, Luiz Alberto Buassab.

De acordo com as normas da Fifa, o clube formador tem direito a 5% de uma negociação internacional caso o atleta tenha atuado na agremiação dos 12 aos 23 anos. Lucas chegou ao Parque São Jorge com dez e saiu antes de completar 14, o que o vincula ao Timão por somente um ano e quatro meses. Com base nisso, o Alvinegro teria direito a 0,26% do valor, cerca de R$ 280 mil.

A disputa, porém, promete ser intensa. O departamento jurídico do São Paulo não concorda com a intenção corintiana de receber parte da transação. O clube alega que Lucas nunca foi registrado pelo Alvinegro na Federação Paulista de Futebol para competições amadoras.

É exatamente isso que o Corinthians caça em seus arquivos para comprovar à Fifa. O clube tem em mãos registros do meia-atacante em torneios da Associação Paulista de Futebol, não reconhecida pela Fifa. No entanto, precisa de documentos vinculados à FPF.

- Na época, ele atuou em um campeonato da Associação. Estamos levantando registros dele na Federação também. Se for direito, vamos atrás. Quem fala se temos direitos é a Fifa e não o São Paulo – acrescentou Bussab.

A briga pelo dinheiro se arrastará até o fim do ano. Como Lucas só se apresentará ao PSG em janeiro, a Fifa só decidirá quem ficará com o valor quando toda a documentação chegar à França.  

Fonte: globoesporte

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

NEM TUDO QUE RELUZ É OURO!

E aí galera Apaixonada por Futebol!

O Brasil está contando as horas para que chegue logo o Sábado, e a seleção brasileira de futebol masculino entre em campo para disputar e quem sabe ganhar o tão sonhado ouro inédito.
O adversário é o México, grande freguês do Brasil, que se credenciou para as finais ao passar pelo Japão. Mano sabe que a Seleção está acostumada e jogar contra o México e conhece bem o estilo de jogo do adversário. Mas os mexicanos devem impor uma certa dificuldade aos meninos do Brasil, porém, devem ficar com a prata. Acredito que o Brasil fique com esse ouro, só não será nada fácil.

No entanto, caso o ouro para o Brasil se confirme, muitos se esquecerão de suas próprias criticas direcionadas ao técnico, elenco e direção da nossa seleção.

A confirmação do ouro ofuscará a insegurança que os goleiros Gabriel e Neto trazem para o elenco, a lentidão de Juan, a insatisfação da torcida com o técnico e o maior problema de nossa seleção: a recomposição do setor defensivo. Quando os volantes Sandro e Rômulo avança, o setor defensivo entra em choque e passa a contar apenas com a qualidade de Thiago Silva.

O técnico tem consciência desses problemas, mas até agora não apresentou nenhum plano convincente para erradicá-los e dar um padrão de jogo confiável ao conjunto brasileiro.

O ponto forte dessa seleção (que precisa ser ressaltado) é realmente o ataque que superou a insegurança e instabilidade defensiva. Os avanços dos ótimos laterais, o artilheiro Leandro Damião, o humilde e eficiente Oscar e o craque Neymar fizeram a diferença e marcaram três gols por jogo.

Esse ouro será “ouro de tolo” e o técnico Mano Menezes fará uso de uma frase eternizada pelo bom e velho Mário Jorge Lobo “Zagallo”: Vocês vão Ter que me engolir!

sábado, 4 de agosto de 2012

BRASIL ESTÁ NA SEMI, MAS NÃO FOI NADA FÁCIL!

É! Galera Apaixonada por Futebol!

O Brasil venceu, mas Honduras deu mais trabalho do que se imaginava. Ouvi várias afirmações durante a semana que o Brasil golearia a seleção de Honduras com facilidade e não foi bem assim que aconteceu. A nossa seleção suou muito para conseguir passar para as semifinais.
A torcida adversária se aliou aos britânicos para perseguir a joia brasileira, Neymar deve ter saído de campo com a orelha vermelha de tanta vaia que ouviu. A atuação dos comandados de Mano Menezes ficou muito abaixo do que se espera dos jogadores brasileiros. Ingredientes de filme dramático, mas com um final aliviante. A seleção brasileira fez 3, superou os 2 gols que sofreu de forma infantil e se classificou.

Pelo menos a disputa do bronze já está garantida e fica a dois jogos da medalha inédita. Em falar em inédito, o Brasil se apega ao ano que trouxe titulos inéditos para buscar o ouro. Chelsea conquistou a Liga dos Campeões e o Corinthians a Libertadores da América, títulos inéditos.

Na cidade de Newcastle, Leandro Damião foi o nome do jogo, marcou dois gols e sofreu o pênalti convertido por Neymar. Ah, Neymar... A joia brasileira nai deixar a Inglaterra detestado. Enlouqueceu os marcadores e torcedores com seus dribles e as faltas sofridas. Com exceção de alguns tradicionais exageros, o jogador realmente foi alvo dos hondurenhos. Sem violência.

As vaias eram aos montes todas as vezes que Neymar pegava na bola. No início, só da torcida de Honduras, que estava em bom número no St. James Park. Depois, os locais se uniram e o som ficou mais forte, lembrando o ocorrido no amistoso contra a Grã-Bretanha, em Middlesbrough, quando suas simulações forma condenadas pelo público.

No entanto, o camisa 11 fez bem em não ligar para todo esse frisson da torcida. No momento de maior dificuldade, assumiu a responsabilidade de ser a grande estrela do futebol olímpico e foi importantíssimo para o Brasil conquistasse mais uma vitória rumo ao inédito.

O Brasil avançou e enfrenta na semifinal a Coreia do Sul, que venceu a Grã-Bretanha nos pênaltis, já Honduras volta para casa com a sensação de dever cumprido.

O futebol apresentado pelos jogadores brasileiros é preocupante para a sequencia do torneio e podemos classificar a atuação de hoje como amadora e desorganizada. Jogando com um jogador a mais por mais de meio tempo, o Brasil esteve atrás no placar por duas vezes e nos fez sofrer do início ao fim da partida.

Brasil rumo ao inédito!

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

TORCIDA DECIDE O JOGO NO "APITO"

E aí galera Apaixonada por Futebol!

Existem torcidas pelo mundo que são conhecidas por incentivar suas equipes e transferir para os jogadores o impeto para que consigam a vitória.

Mas o goleiro Lukas Konigshofer, do Rapid Vienna, provou que outras torcidas ganham o jogo no apito. Isso mesmo, no apito!

Na derrota por 2 a 1 para o Vojvodina, da Sérvia, pela fase preliminar da Liga Europa, ele escutou um apito vindo da arquibancada e simplesmente jogou a bola no chão como se houvesse alguma irregularidade apontada pelo arbitro.

Foi aí que Milan Bojovic aproveitou para dar vitória ao time da casa. Detalhe: aos 49 minutos do segundo tempo! Não houve tempo para sua equipe buscar um novo empate.

Que coisa, hein? Confira abaixo:

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

LISTA DO IFFHS CONFIRMA: CORINTHIANS É O MELHOR DO BRASIL!

E aí galera Apaixonada por Futebol!

O Timão é o melhor do Brasil!
O título da Libertadores deixou o Corinthians entre os dez primeiros colocados no ranking da Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS, na sigla em inglês), divulgado nesta quarta-feira. Isso quer dizer que o Timão é o nono time do mundo, o quarto da América e o melhor do Brasil. Agora, o clube paulista saltou três posições na lista, liderada pelo Barcelona novamente.

As três primeiras colocações não se alteraram em relação ao ranking divulgado no mês passado, e a Universidad de Chile segue em segundo, enquanto o Real Madrid se mantém em terceiro. A novidade é o Bayern, na quarta posição. O Boca, vice-campeão da Libertadores, vem em sétimo, e o Chelsea, que faturou a última Liga dos Campeões, surge na modesta oitava colocação.

Para a alegria dos gozadores de plantão, o Vasco da Gama é o segundo melhor brasileiro na lista, aparecendo na decima primeira colocação no ranking geral. Até nisso o Vasco é vice! Os tricampeões da América, Santos e São Paulo aparecem em 25º e 122º, respectivamente. Já o atual campeão da Copa do Brasil, Palmeiras, aparece na 102ª posição.

O Corinthians assume a posição que lhe é de direito: o melhor do Brasil e logo será o melhor do Mundo!

Alguém tem duvida?