sexta-feira, 30 de setembro de 2011

VEJA OS PALPITES DO TOM PARA A 27ª RODADA

PLACAR DA RODADA:
Palmeiras 1 x 1 América
Fluminense 3 x 2 Santos
Bahia 3 x 2 Avaí
São Paulo 1 x 2 Flamengo
Vasco 2 x 2 Corinthians
Atlético - MG 1 x 1 Ceará
Figueirense 0 x 0 Coritiba
Atlético - PR 2 x 0 Internacional
Grêmio 2 x 0 Cruzeiro
Atlético - GO 2 x 0 Botafogo

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

BRASIL CAMPEÃO DO SUPERCLÁSSICO

Antes tarde que nunca! O que o Mano precisa era de uma vitória sobre uma seleção de nome e a seleção Brasileira conquistou nessa quarta-feira o Superclássico das Américas (antiga Copa Roca que foi disputada pela última vez em 1976 com a nossa seleção campeã), vencendo a Argentina pelo placar de 2 a 0, com gols de Lucas e Neymar. 

Foi um jogo bem disputado e movimentado, a Argentina sempre com uma forte marcação não permitia que o Brasil invadisse sua área. Borges recebia um a marcação implacável do ex-corintiano Sebá, que por varias vezes parou a jogada ao seu estilo, com falta.

Fora as tentativas frustradas de acionar o atacante Borges para que ele fizesse o pivô, o Brasil buscava uma alternativa de gol nas cobrança de faltas com Ronaldinho Gaúcho que não produziu o esperado.

Já o segundo tempo foi temperado com boas jogadas e dois gols, Lucas marcou o primeiro em uma linda triangulação e ótima arrancada para tirar o primeiro zero do placar. O segundo também saiu em ótima triangulação e a participação de Diego Souza, o cara do BRA-11, que deu ótimo passe para Neymar colocar para o fundo do gol.

Devo destacar as atuações de Cortês, pela lateral esquerda, Lucas e Jefferson, que nos momentos que foi exigido correspondeu a altura. A presença dos torcedores ao Estádio Mangueirão, que não se deixaram levar pela fase de maus resultados da seleção canarinho e o mais importante, vencer a Argentina não tem preço.

PARABÉNS, MAS...

Não ganharam de ninguém mais uma vez! Alguns me dirão: “mas é a Argentina!”

Esses jogadores é o refugo dos jogadores argentinos, nenhum desses jogadores que atuaram ontem contra o Brasil, não passaria na porta dos vestiários da seleção principal. Os que poderiam ser classificados como bons são Montillo, Guiñazu e Orion, os dois primeiros, só foram escalados por uma manobra da Federação Argentina que interpretou do jeito que quis as regras do Superclássico. Onde o regulamento diz: “Apenas jogadores que atuam nos campeonatos nacionais destes países poderão participar, devido ao fato de os jogos não ocorrerem em datas oficiais da FIFA para jogos internacionais (caso ocorressem, os clubes do exterior seriam obrigados a liberar seus jogadores)”. Como Montillo e Guiñazu jogam no Campeonato Brasileiro, foram escalados por conta dessa brecha.

Outros me diriam que a nossa seleção também não contava com suas principais estrelas! Mas no meu ponto de vista, esses jogadores que atuaram, jogariam na vaga de qualquer um dos considerados principais. Incógnitas que havia no gol, lateral esquerda e meio campo já foram respondidas com as atuações de Jefferson, Cortês e Lucas. Sem contar as boas atuações de Danilo, Ralf e Rômulo, e não posso deixar de ressaltar a atuação de Diego Souza.

Como eu dizia, a Seleção não ganhou de ninguém, vamos comparar as seleções (quadro acima) que atuaram na jogo do dia 17/11/10, onde o Brasil saiu derrotado por 1 a 0, gol de Leonel Messi e a que atuou nessa quarta-feira.

domingo, 25 de setembro de 2011

"UAI, SÔ! TÁ NADA BAUM!"

Essa é a frase que mais se deve estar sendo falada nas regiões mineiras entre os torcedores de América, Atlético e Cruzeiro. Rivais dentro de campo, mas convivem com uma realidade em comum, a zona da degola.

O coelho é o primeiro a ser rebaixado, ocupa a incomoda e cruel vigésima colocação desde a decima terceira rodada.

O Atlético é o decimo sétimo colocado, na oitava rodada sentiu pela primeira vez a péssima colocação, na rodada seguinte saiu e passou a oscilar. Mas na decima sexta rodada, assumiu as perigosas posições e a cada rodada que passa se firma cada vez mais como provável rebaixado.

E o Cruzeiro, hein? Sensação da primeira fase da Libertadores e eliminado nas oitavas de final, está chegando para disputar essas posições rejeitadas por todos.

A vigésima sexta rodada foi a pior para o trio mineiro, América sofreu a virada do Mengão e ressuscitou o time carioca, que não vencia há dez jogos. O Coelho marcou com Kempes, mas sofreu o empate em gol de Deivid e a virada veio em gol chorado de Thiago Neves.

O Galo foi ao Beira-Rio encarar o Internacional e colecionou mais uma derrota no campeonato. Sofreu o gol no primeiro tempo, empatou no segundo, mas se permitiu a derrota no minuto de número 31 e não teve folego para buscar um novo empate.

A maior decepção desse BRA fica por conta do Cruzeiro, que foi apontado como um dos favoritos ao titulo pelo que apresentou na primeira fase da competição continental. Vamos recordar? Em seis jogos alcançou o aproveitamento de 89% dos pontos disputados. Com cinco vitórias, um empate, vinte gols marcados e apenas um sofrido, se classificou em primeiro no grupo sete. Mas essa campanha subiu a cabeça e foram eliminados pelo tinhoso Once Caldas, nas oitavas de final. E hoje confirmou a decepção, com uma derrota vergonhosa diante do Vasco por três a zero com direito a show de Diego Souza, que marcou os três gols.

Como pode equipes como Cruzeiro e Atlético estarem brigando para não cair? E o América, vence o Vasco por 4 a 1 e não consegue dar sequencia nos bons resultados. Os torcedores americanos só comemoraram três vitórias no torneio e na primeira rodada vislumbrou na quinta colocação, mas a partir da segunda a equipe virou "coelho em queda livre".

Se os mineiros não abrirem os olhos, poderemos ter um torneio no ano que vem sem representantes desse povo maravilhoso. Dessa vez "comer quietinho" não está funcionando e a segunda divisão está ficando "logo ali, uai!".

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

VEJA OS PALPITES DO TOM PARA A 26ª RODADA

O Campeonato Brasileiro está chegando em sua reta final, serão mais treze jogos para a maioria das equipes, com exceção a Santos, Botafogo e Grêmio que tem jogos a fazer, por conta de adiamentos pedidos pelo time santista.

Torneio muito disputado e concorrido, equipes que eram colocadas como fora da corrida, reagiram e já estão apontando para as primeiras colocações. O Santos vem fazendo um segundo turno muito bom e já é o décimo colocado com dois jogos a menos.

O Botafogo é o líder virtual, com 44 pontos e um jogo a menos e uma vitória nessa partida significa a liderança. Mas enquanto não acontece essa partida, o Fogão vai se firmando como um dos candidatos ao titulo e vai para o jogo contra o São Paulo, levando na bagagem a vitória contra o Grêmio fora de casa. Vitória magra, mas que deu o terceiro lugar para o alvinegro carioca.

O São Paulo vai ao Rio de Janeiro com um bom retrospecto fora de casa, mas com o sabor amargo do empate contra o Corinthians. Jogando em casa, contra um time a beira de uma crise e que só se defendeu, mesmo assim não foi competente para vencer e ficar com a liderança. Após a partida, Rogério Ceni jogou a culpa do tropeço nos corintianos que não quiseram jogo. Com o empate, o Tricolor permaneceu na segunda colocação.

Já o Corinthians assumiu a postura de um time pequeno e foi covarde, não buscou o jogo e, realmente, só se defendeu. Nas vezes que quis jogar, levou perigo ao gol de Rogério Ceni, mas o empate era o objetivo para dar uma esfriada na crise e ir para o jogo contra o Bahia com a cuca fresca. A zaga sofreu reformulação e voltou a mostrar boa postura e quando sofreu, Julio César e a trave resolveram.

O líder é o Vascão! Ganhou a Copa do Brasil, mas não deixou o espírito de vencedor nessa conquista, como aconteceu com os dois últimos. O Vasco deixou todos pensarem que não iam brigar pelo Nacional e quando menos esperavam, “lá vem o trem bala da Colina” atropelando todo mundo e alcançando o topo. Mesmo com um empate diante do Atlético – GO, é o líder.

Nessa rodada o Timão tem plena possibilidade de reassumir a liderança do campeonato ou pelo menos a segunda colocação. Dentre os confrontos dos primeiros colocados, o Timão é o que tem o jogo “mais fácil”, pois joga em casa. São Paulo e Botafogo farão o jogo de seis pontos e o Vasco vai a Minas Gerais encarar o ameaçado Cruzeiro.

Será que o Timão recupera a posição que dominou por um longo tempo? Deixe sua opinião!


PLACAR DA RODADA:
Atlético - PR 1 x 1 Fluminense
Santos 2 x 3 Figueirense
Flamengo 2 x 1 América
Corinthians 1 x 0 Bahia
Botafogo 2 x 2 São Paulo
Internacional 2 x 1 Atlético - MG
Cruzeiro 0 x 3 Vasco
Avaí 1 x 2 Grêmio
Atlético - GO 1 x 1 Palmeiras
Ceará 3 x 2 Coritiba

terça-feira, 20 de setembro de 2011

VEJA OS PALPITES DO TOM PARA A 25ª RODADA

PLACAR DA RODADA:
América 1 x 2 Santos
Fluminense 3 x 1 Avaí
Coritiba 2 x 1 Cruzeiro
Bahia 1 x 0 Atlético - PR
São Paulo 0 x 0 Corinthians
Figueirense 1 x 1 Internacional
Atlético - MG 1 x 1 Flamengo
Palmeiras 1 x 0 Ceará
Vasco 1 x 1 Atlético - GO
Grêmio 0 x 1 Botafogo

domingo, 18 de setembro de 2011

A SORTE ABANDONOU! O TIMÃO CAI PARA 3º

Dessa vez a sorte "abandonou" o Timão! O Corinthians vinha se arrastando numa liderança fajuta, liderança que contava com a incompetência das demais equipes, mas ontem, Vasco e São Paulo venceram e ultrapassaram.

Então a obrigação de vencer o Santos hoje era irrevogável, não tinha outra opção a não ser a vitória para voltar a liderar o Campeonato. Mas do outro lado estava o Santos, que não está para brincadeira e quer buscar lugares mais altos na competição.

O jogo foi muito bem jogado e um fato que me chamou a atenção foi o número de faltas. Com doze minutos de jogo, as estatisticas apontavam apenas três faltas. Era um jogo muito corrido e bem disputado. E justamente aos doze minutos que saiu o gol do Corinthians, Liedson marca o seu gol de número 9, gol que devolvia a liderança.  O atacante só não marcou o décimo por que a bola bateu no travessão.

Lá atrás, Julio Cesar fez duas ótimas defesas e garantia a vitória, mas no minuto de número 37, a casa caiu e o Timão sofreu o empate. Henrique pega sobra de cobrança de escanteio, define o empate e joga o Corinthians para a segunda colocação.

Para o segundo tempo não houve nenhuma alteração de jogadores, mas o jogadores mudaram de atitude. O Corinthians que jogava organizadamente na primeira etapa, perde a organização, não consegue se infiltrar e sofre nos contra ataques Santistas. E se havia alguma possibilidade de reação, o Timão perdeu aos oito minutos quando Borges marca o segundo gol do Peixe. Leandro Castan não tira e o artilheiro com 17 gols se antecipa e marca o gol da virada.

Gol que obrigou o Timão ir para cima do Santos e não achava um ponto de equilíbrio. Bolas lançadas na área não tinham efeito, pois Líedson não prevalecia sobre os zagueiros do Santos. O Peixe por sua vez continuava na sua e aguardava o Corinthians, e essa posição defensiva ficou mais contundente quando Henrique foi expulso. 

O Corinthians se lança para o ataque e sofre o terceiro gol aos 35 minutos. Allan Kardec invade a área, tenta o toque para Neymar, Chicão tenta o corte e coloca para dentro. Com esse gol o Timão cai mais uma posição e ocupa a terceira colocação.

Foram dezessete rodadas como o primeiro colocada, no inicio era por pura competência, mas na transição do primeiro para o segundo turno se tornou por sorte e incompetência dos demais. Mas a sorte acabou!

E não foi só a sorte que acabou. A torcida que incentivou o jogo inteiro, perdeu a paciência e passou a protestar. 

Agora tem que juntar os cacos, trabalhar e buscar reabilitação contra o São Paulo na quarta-feira e em pleno Morumbi.

Já o Santos vem numa ótima crescente e já é o decimo colocado com dois jogos a menos. 

PONTO NEGATIVO DA PARTIDA:
As torcidas organizadas do Santos proporcionaram uma pancadaria entre elas. Sem motivo aparente! Numa área que, provavelmente, haviam mil torcedores, entraram em confronto. E ainda querem bandeira com mastro?

PONTO PREOCUPANTE:
Além da derrota, o Corinthians teve um de seus jogadores retirado de campo por ambulância. Alex na tentativa de dar um drible, escorrega e bate a cabeça no joelho de Danilo. Com  o impacto, Alex cai inconsciente. O clima ficou preocupante e a ambulância foi acionada.

sábado, 17 de setembro de 2011

VEJA OS PALPITES DO TOM PARA A 24ª RODADA

PLACAR DA RODADA: 
Atlético - PR 1 x 0 Atlético - MG
Vasco 4 x 0 Grêmio
São Paulo 4 x 0 Ceará
Bahia 3 x 0 Fluminense
Atlético - PR 0 x 0 Figueirense
Avaí 1 x 1 Palmeiras
Botafogo 1 x 1 Flamengo
Corinthians 1 x 3 Santos
Cruzeiro 0 x 0 América
Internacional 1 x 1 Coritiba

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

FOTOS EXCLUSIVAS: OSASCO X CORINTHIANS

O Corinthians foi até a cidade de Osasco para treinar para inauguração de seu novo estádio. Como forma de exercício inaugurou o Centro esportivo do Bradesco Cidade de Deus e venceu o Grêmio Esportivo Osasco pelo placar de 2 a 0, com gols de Taubaté e Douglas Silva. Jorge Henrique saiu machucado e preocupa para o duelo contra o Santos, jogo que será realizado no próximo domingo.

O Corinthians foi a campo com a seguinte formação: Danilo Fernandes (Renan); Welder (Marquinhos), Wallace (André Vinicius), Paulo André (Antonio Carlos) e Denner (Igor); Moradei (Bruno Otávio), Edenílson (Douglas Silva) e Danilo (Matheus); Jorge Henrique (Nenê Bonilha), Willian (Moisés) e Taubaté (Douglas)

Fotos exclusivas:




















Imagens do Portal Terra:
Taubaté comemora o primeiro gol. 
Douglas Silva marcou o segundo em um belo chute de fora da área.
Jorge Henrique se machucou em dividida com o ex-goleiro do Timão, Yamada.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

ARGENTINA X BRASIL: "SUPERCHATO"

Esse texto poderia ser destinado a resposta de Neymar para Rogério Ceni em relação as declarações do goleiro são paulino no tocante as faltas que o astro santista sofre durante os jogos. Não vou me aprofundar, mas só para você que não viu ou ouviu falar, ficar por dentro. Ceni criticou as marcações de falta sobre o garoto, dizendo: 'Em 50%, é simulação'. Através de seu site e em texto de Alex Bernardo, Neymar disse: 'Rogério Ceni é chato pra c#%&'.

Mas esse texto é para falar sobre o "Superclássico" entre Argentina e Brasil, valido pela Copa Roca, e que foi realizada agora a pouco. Para essa partida, foi definido que só poderiam ser convocados jogadores que atuam nos países e o Brasil foi a campo com a seguinte formação: Jefferson, Danilo, Réver, Dedé, Kleber; Ralf, Paulinho, Renato, Ronaldinho Gaúcho; Neymar e Leandro Damião (o super artilheiro).

Todos esperavam uma seleção menos burocrática que as apresentadas nas últimas partidas, seleções que foram derrotadas por grandes seleções e não vem convencendo. Mano Menezes precisava de um resultado positivo, mesmo que diante de uma seleção sem suas grandes estrelas. Pois na realizadade, nenhum dos jogadores que entraram em campo pela Argentina, não são da seleção. Caso a convocação fosse aberta para os que atuam fora do país, nenhum desses estariam presentes.

Teoricamente, o Brasil entrava em campo com uma seleção mais leve, veloz e criativa, mas não foi nada disso que aconteceu. Os brasileiros esbarravam na defesa argentina, não conseguiam evoluir e sofreu algumas investidas antes de Leandro Damião acertar a trave. Com esse lance alguns devem ter imaginado que o Brasil acordaria, mas nada disso aconteceu e os brasileiros sofreram mais alguns ataques Martinez era o jogador que mais trazia perigo para a defesa.

Neymar como sempre tentando fazer sozinho, levava as pancadas e perdia a bola. Um cara habilidoso como ele, precisa ter uma habilidade cerebral. Como? Se ele sabe que vai sofrer a pancada, por que ir para cima? Para sofrer a falta e forçar a expulsão? Mas e se ele for obrigado a sair por conta de lesão?

Acredito que as suas melhores jogadas acontecem quando ele toca e sai para receber. Esse negocio de "ir para cima" é um recurso que deve ser usado com inteligencia. Grande jogador, mas...

O segundo tempo não foi muito diferente do primeiro, muitos erros e poucas finalizações, poucas mesmo. 

O Brasil só acorda para o jogo e passa a buscar o resultado, aos 25 minutos. No entanto, passou a ser um jogo de exibição, ora Ronaldinho tentava uma jogada de efeito, ora Neymar. Jogadas de efeito que não tinham um objetivo claro, a não ser o de aparecer.

O ápice da partida dicou para o minuto de número 32, e saiu dos pés de Damião. Bola para o craque pela direita, com uma "carretilha" passa pelo beque e com um leve toque acerta a trave. O lance foi tão bonito que a torcida argentina aplaudiu.

Não fosse as duas bolas na trave e uma cobrança de falta de Ronaldinho, o jogo poderia ter outro título.

Gol nessa noite só na novela das onze e quem marcou foi Leandro Damião (enquanto escrevia, a Globo transmitia o Atros e em uma das cenas reproduzia um bar em que assistiam ao jogo Brasil x Gana).

Terá a volta!

Deixe o seu comentário sobre o que achou do jogo.

domingo, 11 de setembro de 2011

BALANÇO DA RODADA

Mais uma rodada que se passa e o Corinthians é o líder por incompetência das demais equipes que estão na briga pela primeira colocação do BRA-11. O Timão foi ao Engenhão e não conseguiu resultado favorável, foi um time mais que apático, foi amador e parecia amedrontado por não estar protegido por sua torcida. Não apresentou nem 10% do futebol que jogou diante do Flamengo no Pacaembu, no meio de semana.

O que acontece com o líder? Parece criança que se garante com a presença do irmão mais velho, mas quando o irmão se afasta fica com medo dos adversários. Foi essa impressão que me passou hoje. Enquanto a torcida era revistada para adentrar as dependências do Engenhão, o Timão era massacrado pelo Flu. Sofreu o gol e no segundo tempo, quando a torcida estava presente, aparentou que ia reagir, mas ficou só na aparência. 

Mesmo com a derrota, o Corinthians ainda é líder e o Fluminense conquistou sua quarta vitória consecutiva e subiu para a quinta posição.

Enquanto isso no Orlando Srcapelli, o Vasco tinha em seus pés a boa oportunidade de assumir a liderança, mas logo aos quatro minutos de jogo sofre o gol e passa a correr atrás do resultado. Aos 16, chega ao gol de empate, que gol estranho de Fagner. Diego Souza desperdiçou ótima oportunidade, o Vasco com o empate conseguiu superar o São Paulo e assumiu a segunda colocação. A arbitragem foi muito confusa e gerou reclamações de ambas as equipes. 

Agora o vexame da rodada ficou por conta do grande Botafogo! Quando o Coritiba se propõe a jogar, faz estragos. Quem não se lembra da vitória sobre o Palmeiras, por 6 a 0, no dia 05 de maio desse ano? Então, dessa vez foi o Fogão que levou um sacode por 5 a 0 e o time Carioca entrou na estatística dos vacilões da rodada. Com os resultados das outras equipes, bastava vencer para ser o líder, mas não foi capaz e ficou com a quarta colocação.

Mas ainda tem o último vacilão do dia! São Paulo de Rogério "1000 jogos" Ceni vai ao Olímpico, sabendo do que precisava para ser o mais novo líder do torneio, mas joga mal, sai com a derrota e perde uma posição, caiu para terceiro. Não sei se a culpa do desempenho do Tricolor Paulista pode ser colocada na formação da equipe, que foi a campo com três volantes, dois meias e apenas um atacante. Dagoberto ficou isolado no ataque e não produziu o esperado. O Grêmio que não tem nada a ver com esquema da outra equipe, marcou com Douglas e garantiu os três pontos, que o coloca na décima segunda colocação.

DESTAQUES:

Leandro Damião: O Damigol marcou os três gols da vitória Colorada sobre o Palmeiras, em pleno Pacaembu. O atacante é o maior artilheiro no ano e, também, é a promessa de gols na seleção de Mano contra a Argentina. Com a vitória, o Inter sobe para a sétima colocação e empurra o Palmeiras para a oitava.

Atlético - MG: Após sete rodadas na zona da degola, o Galo vence e consegue sair! Com uma vitória sobre o Bahia, tomou a posição dos baianos e respira aliviado na decima sexta colocação. 

Fluminense: Vai se credenciando com o melhor time do segundo turno com quatro vitórias e quatro jogos, 100%. 

Coritiba 5 x 0 Botafogo: Sem comentários.

FRASE DA RODADA:
O São Paulo é uma dessas equipes que ganha e você não sabe muito bem o por quê. Ganhou do Figueirense, mas o Figueirense foi muito melhor. Contra o Atlético-MG ganhou com um gol no início. O campeonato está muito igual - Celso Ruth minimizou a força do São Paulo.


Deixe uma declaração sobre o que achou da rodada!!

sábado, 10 de setembro de 2011

23ª RODADA: “A CAÇADA CONTINUA”


Que rodada maravilhosa para os quatro primeiros colocados do BRA-11! O Botafogo alcançou mais uma importante vitória e se tornou o time que mais trás perigo ao líder, pois tem um jogo a menos, que será realizado no dia 19/10, contra o Santos. Caso a configuração do torneio fique dessa maneira até a data do duelo, uma vitória diante do Santos, confirma a primeira colocação para o Fogão. Mas tem muita coisa para acontecer.

O Vasco, mesmo com a classificação garantida para a Liberta-12, não está acomodado e vai em busca do título Brasileiro. Algo que não se viu nos últimos campeonatos, todos os times que garantiam a vaga para a competição continental deixava a desejara no Nacional. Fez um bom jogo contra o Coritiba e contou com a categoria de Juninho para vencer e assumir a terceira colocação com os menos 41 pontos do São Paulo.

Por falar em São Paulo, no dia em que seu maior ídolo completou a incrível marca de 1000 jogos, não poderia ser diferente. Recorde de publico, pouco mais de 60 mil torcedores foram ao Morumbi celebrar a festa para Rogério Ceni e saíram de lá com a boa vitória diante do Galo “Crise” Mineiro. Com o gol relâmpago de Lucas e o golaço de Dagoberto, o Tricolor venceu por 2 a 1 e continua na cola do líder.

Ah! O líder! Não quis escrever nada esse meio de semana, pois não tinha o que dizer a cerca do líder. A exatas dezesseis rodadas, o Corinthians é o líder. Os são paulinos ficaram eufóricos, pois conseguiram curtir 36 horas na liderança, mas o Timão deu um “soco na crise”, venceu o Mengão e retomou a posição. Os destaques da partida foram Felipe, pelo lado rubro-negro, e Liédson, pelo lado alvinegro. Pela primeira vez, vejo um time sair derrotado e o goleiro ser o seu melhor jogador, isso prova a superioridade do Corinthians. Já Liédson foi eleito o melhor da partida com justiça, marcou os dois gols da virada corintiana.

Com todos esses acontecimentos no meio de semana só resta voltar à mesa de planejamento e encontrar meios de derrubar o líder. Um fator pode ser determinante nessa rodada, a última vitória corintiana em um jogo realizado no domingo foi contra o Atlético – GO, no dia 10/07, vencido por 1 a 0.

E ai? Num campeonato com resultados tão estranhos (como alguns apaixonados por futebol estão classificando), quem arrisca algum palpite? Será que agora o líder cai? Dê uma olhada nos meus palpites e deixe os seus!
PLACAR DA RODADA:
Santos 1 x 0 Cruzeiro
América 2 x 2 Avaí
Palmeiras 0 x 3 Internacional
Figueirense 1 x 1 Vasco
Coritiba 5 x 0 Botafogo
Fluminense 1 x 0 Corinthians
Ceará 1 x 1 Atlético - GO
Flamengo 1 x 2 Atlético - PR
Grêmio 1 x 0 São Paulo
Atlético - MG 2 x 0 Bahia

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

22ª RODADA: "SERÁ QUE O LÍDER CAI?"

Será? Será que essa rodada nos proporcionará uma troca de líder ou o Timão, aos trancos e barrancos, manterá a ponta pela décima sexta rodada consecutiva?

Até o presente momento, o BRA-11 contou com apenas quatro líderes diferentes, como mostra o quadro ao lado. O Timão começou o campeonato arrasando e conquistou gordura que lhe deu vantagem e condições de, mesmo com uma péssima serie de jogos, manter o posto mais alto da competição.

Posto que é mantido desde a sétima rodada, quando deixou o São Paulo para trás. Porém as coisas mudaram, o Timão se tornou um time comum e aquela gordura queimou e já estamos sentindo o cheiro da carne tostando. O jogo de quinta-feira será decisivo para a manutenção da primeira colocação, mas não será nada fácil, pois o Mengão também não vive um bom momento e precisa da vitória.

São Paulo, que é o segundo tipo a ficar mais tempo na primeira colocação, vai com moral para cima do Atlético – MG. Mas o problema está onde será realizado o jogo! Alguns me diriam: “Oh! Acorda! É no Morumbi, nossa casa!” Sim, concordo, mas os resultados dentro de casa não vem sendo os mais favoráveis. Dos 45 pontos disputados em casa, o São Paulo conquistou apenas 10. No entanto, a vitória diante do Figueira no final de semana deu moral a equipe que vinha recebendo muitas criticas.

O Palmeiras vai ao Paraná e encara o Furacão, que virou ventania após a derrota por 4 a 0 diante do Grêmio. Mas o time paranaense, mesmo em má fase, quando joga dentro de seus domínios leva perigo aos seus adversários. O Verdão e seus torcedores imaginaram que tinham encontrado seu matador na figura de Fernandão, no entanto, nas últimas duas partidas não produziu o esperado. Segue com deficiência no ataque!

Já o Santos, amigo da CBF, após mais uma folga, por conta de mais um adiamento de jogo, vai até a Ressacada encarar o Avaí. Provavelmente sem Ganso, pois o jogador sofreu uma contusão na partida contra Gana, pela Seleção Brasileira.

Confira os meus palpites:

E ai? Será que o líder cai? 

Deixe seu comentário!


PLACAR DA RODADA:
São Paulo 2 x 1 Atlético - MG
Botafogo 4 x 0 Ceará
Internacional 4 x 2 América
Avaí 1 x 2 Santos
Cruzeiro 1 x 2 Fluminense
Atlético - PR 2 x 2 Palmeiras
Atlético - GO 1 x 1 Figueirense
Vasco 2 x 0 Coritiba
Bahia 1 x 2 Grêmio
Corinthians 2 x 1 Flamengo

domingo, 4 de setembro de 2011

BRA-11, QUEM EXPLICA?

O TOM DE BOLA tem como princípios de postagens, destacar os líderes dos campeonatos, quando os Paulistas estão presentes. Nas últimas rodadas o Corinthians vem sendo o grande destaque (vou confessar que não encontrei dificuldade em falar do time do meu coração), pois é o líder desde a sétima rodada e mantem esse posto até a presente data. Mesmo sendo derrotado nesse domingo, ainda é o líder com vantagem de dois pontos sobre o segundo colocado.

Mas nessa postagem, quero deixar uma pergunta: "Quem explicará esse Campeonato Brasileiro?"

Não adianta, ninguém consegue explicar, pois é o campeonato mais equilibrado do mundo e o mais empolgante. Ninguém sabe o que vai acontecer! Alguns poderiam dizer que isso é normal, mas nos demais campeonatos sempre existem dois ou três que se destacam e colocam uma boa vantagem sobre os demais. Temos como exemplo a última "La Liga" vencida pelo Barcelona na temporada 2010/11. O Campeão conquistou 96 pontos, o Real Madrid, vice, conquistou 92 e o terceiro melhor colocado, Valencia, ficou nada mais nada menos que 25 pontos atrás do primeiro.

No entanto, o BRA sai da morosidade das demais competições e vive verdadeiras finais a cada jogo que passa. Na disputa desse ano temos o líder com 40 pontos e a diferença para o quinto é de apenas 4 pontos. Qualquer vacilo pode custar a posição adquirida na rodada anterior.  

A vigésima rodada foi totalmente favorável ao Tricolor Paulista, pois iniciou a mesma na quinta posição e com cinco pontos a menos que o Corinthians. Mas com uma vitória sobre o, até então vilão dos líderes, Figueirense e as derrotas de Vasco e Flamengo, reassumiu a segunda colocação com dois pontos a menos que o líder.

Quem imaginaria que o São Paulo ganharia do Figueirense em pleno Orlando Scarpelli? Sim, o Tricolor é um grande time, isso não tenho duvidas, mas não vinha de bons resultados e o Figueira sempre complicou para cima dos grandes. Tanto é que venceu o Cruzeiro (duas vezes), Botafogo, Santos, Atlético - MG e Corinthians, times considerados grandes.

Mas esse fato ficou em segundo plano quando olhamos as partidas desse domingo. O Vasco foi a Minas Gerais e levou um sacode do lanterna América. Quando digo sacode, é sacode mesmo, 4 a 1 e os destaques da partida foram Kempes, que marcou um gol e deu passe para mais um, e André Dias com dois tentos. Quem será que apostou no América? Eu não!!!

E o Mengão! O que está acontecendo? Sem Ronaldinho é um time comum e totalmente vulnerável. Hoje foi presa fácil para o Bahia e em pleno Engenhão, casa rubro-negra nesse campeonato. Diante de sua torcida, o Flamengo não conseguiu superar o Bahia e foi aniquilado com três gols. Perdeu por 3 a 1 e agora é o quinto colocado.

Não vou falar do Botafogo, pois mais uma Palhaçada Santastica adiou a partida com o Santos, dessa rodada para o dia 19/09 às 20h30.

Já o Timão é o verdadeiro "BALANÇA, MAS NÃO CAI!" Hoje foi um time apático, sem brio e previsível. 

Apático, pois quando o jogo estava em igualdade, não atacou o Coxa e só procurou o jogo quando estava atrás. Time que quer ser campeão, tem que aproveitar qualquer momento para tirar vantagem de seu adversário.

Brio, não demonstrou nenhum tipo de sentimento na partida, não provou o verdadeiro amor a camisa e aparentou não ter preocupação com a possível perda da liderança. 

Previsível, pois não havia nenhuma jogada para surpreender o adversário, quando teve oportunidade de matar no contra ataque não conseguiu engrenar, pois a jogada era comum e desordenada.

Quem explica? Será que é sorte do líder, incompetência dos demais ou equilíbrio total?


Deixe sua opinião!

VEJA OS PALPITES DO TOM PARA A 21ª RODADA DO BRA-11

PLACAR DA RODADA:
Fluminense 3 x 2 Atlético - GO
Atlético - MG 2 x 0 Avaí
Figueirense 1 x 2 São Paulo
Palmeiras 1 x 1 Cruzeiro
Flamengo 1 x 3 Bahia
Coritiba 1 x 0 Corinthians
Grêmio 4 x 0 Atlético - PR
América 4 x 1 Vasco
Ceará 1 x 1 Internacional

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

PARABÉNS PARA O LÍDER

Trabalhar, treinar e, principalmente, jogar sob pressão é muito complicado. Podemos dizer que muitas pessoas não rendem sob pressão, não conseguem desenvolver e mostrar todo o seu potencial. O Corinthians entrou em campo nessa quarta-feira com todos os ingredientes necessários para mais uma derrota ou resultado não favorável.
Primeiro que o adversário era o Grêmio que estava vindo de vitória no clássico gaúcho e o Corinthians sofreu derrota para o também arquirrival Palmeiras. Uma reunião no Parque São Jorge logo após esse vexame diante do Verdão e pronto! Colocaram a cabeça de Tite na bandeja e essa situação ficou mais complicada após a visita de Carlos Alberto Parreira, que foi dado como possível substituto em caso de mais uma derrota. Não bastasse tudo isso, quem a diretoria resolve barrar antes da partida. Nada mais, nada menos que o motorzinho do time, Jorge Henrique.

Tite então promove a volta do velho e bom esquema 4-4-2 e entra em campo com a seguinte formação: Júlio César, Alessandro, Chicão, Paulo André e Ramon; Ralf, Edenilson, Paulinho e Danilo; Emerson e Liedson.

Com a ausência de Jorge Henrique no primeiro tempo, o Corinthians ficou lento, mas com forte poder de marcação, pois jogava com três volantes e com isso dominava as ações da partida. Quando não foi eficiente na marcação, Julio César garantiu lá atrás.

Mas foi necessário que o arbitro marcasse um pênalti para sair o primeiro zero do placar. Pênalti duvidoso? Sim, mas se esse tipo de falta acontece no meio campo não há duvida, o arbitro marca. Como o Corinthians já tinha problemas saindo pelas beiradas, o melhor a fazer foi sair do meio da confusão e esperar a autorização para a cobrança. Chicão que não tem nada a ver com o erro, pegou a bola e com calma colocou no cantinho para tirar o primeiro zero do placar.

O Corinthians seguia no ataque e marcou mais duas vezes, no entanto, foram invalidados, devido posição ilegal do atacante Emerson Sheik.

Mas como para o Corinthians nada é fácil e tem que vim no sofrimento, o Grêmio chega ao empate aos 40 minutos e justamente quem marcou o gol? Douglas, em ótima cobrança de falta, coloca a bola no ângulo superior direito de Julio César. Golaço!

No segundo tempo, o Corinthians volta apático e sem produzir boas jogadas, com isso acabou recuando, dando espaços para o Grêmio assustar e ficar próximo ao gol da virada. Em um dos lances de perigo, Douglas obriga o goleirão Julio César a se virar e praticar a defesa.

Com o sufoco que estava sofrendo, Tite tinha que fazer alguma coisa e fez. No minuto de número 18, tira Danilo e coloca o cara que mudaria o jogo. Jorge Henrique entra e logo em sua primeira participação, aos 19 minutos, coloca Paulinho em condições para marca o gol de desempate. Minutos depois, o Timão chega ao seu terceiro gol, gol que reforçou a vitória.

Caso não saísse esse gol às coisas poderiam ter se complicado mais ainda. O Timão tem Liedson expulso e sofre o segundo gol. Numa “estratégia infantil” de Edenilson e intolerância do arbitro, o Corinthians perde mais um jogador. No momento em que estava para ser substituído, Edenilson faz o que todo jogador faz, corpo mole para sair de campo. O arbitro não foi conivente e aplicou o segundo amarelo, consequentemente o vermelho. Isso aos 33 minutos. Concordo com o arbitro ao dar o amarelo para o jogador do Timão, mas quero só ver se o critério será adotado para todas as partidas, principalmente, quando o artifício for usado contra a equipe de Parque São Jorge.

O Grêmio vai para cima e o Timão se defende com os nove jogadores dentro de sua área, Julio César pratica boas defesas e garante os três pontos.

Um dia antes de completar seus 101 anos, o Corinthians recebe um dos melhores presentes. Amenizar o clima pesado que rondava o time, vencer diante de sua torcida e se manter na liderança da competição. Parabéns Timão!!!

PRESENTE COMPLETO

Mas ainda não era dia 1º de setembro e o Corinthians recebeu mais presentes dos concorrentes ao título. Flamengo e São Paulo não venceram e deixaram o Timão abrir dois pontos de vantagem sobre o segundo colocado, que agora é o Vasco. Não bastasse isso, Flamengo cai para a quarta posição e o São Paulo é o quinto.