domingo, 28 de outubro de 2012

PALMEIRAS QUER ANULAR O CORRETO!

A polêmica anulação do gol de Barcos na derrota do Palmeiras por 2 a 1 contra o Internacional, sábado, ainda cria manifestação no clube paulista. O procurador do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Paulo Schmidt, afirmou neste domingo que espera pela reclamação oficial do Palmeiras, provavelmente nesta segunda-feira, mas não acredita que algo possa ser mudado.

"Temos de esperar uma atitude oficial do Palmeiras. É o clube que tem de provar que houve uma interferência externa na referida partida e depois mostrar a violação da regra que caracterizaria o erro de direito. Feito isso, podemos analisar a possibilidade de impugnar o resultado do jogo", explicou o procurador, em entrevista ao Estado.

Entretanto, Schmidt admite que as chances de o clube ter sucesso na tentativa de modificar a derrota em Porto Alegre são pequenas. "Estou no tribunal há oito ano e isso aconteceu duas vezes apenas", admitiu o procurador.

O Palmeiras tenta, mas também admite que dificilmente conseguirá reverter a situação. O time precisa dos três pontos para conseguir se avistar fora da zona de rebaixamento. "Não adianta dizer que é óbvio que houve uma interferência externa, de pessoas que não faziam parte do jogo. Ocorre que precisamos de provas e isso é algo muito difícil. O árbitro tem presunção legal, coisa que a repórter, que disse ter comunicado ao delegado da partida se foi ou não mao, não tem. É difícil mudar a situação, mas temos até terça para provar o que houve", explicou o diretor jurídico Piraci Oliveira.

O quarto árbitro daquele jogo, Jean Pierre Gonçalves de Lima, diz que ele viu que Barcos fez o gol com a mão e avisou imediatamente o árbitro Francisco Carlos Nascimento. Já o Palmeiras alega que o delegado da partida, Gerson Baluta, foi avisado por repórteres que estavam ao lado do banco de reservas do Internacional de que houve irregularidade no lance. Somente depois disso Baluta teria avisado o quarto árbitro, o que é proibido, já que nenhuma pessoa que não seja da arbitragem pode interferir no resultado da partida. 

Fonte: http://www.estadao.com.br

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

O CORINGÃO VOLTOU! A SERIE B NUNCA MAIS FOI A MESMA!

Corinthians celebra 4 anos de retorno à Série A e avisa: 'Quem não riu, não vai rir mais'

O Corinthians celebrou nesta quinta-feira os quatro anos de retorno à série A do Campeonato Brasileiro, cuja volta foi sacramentada após vitória contra o Ceará, 2 a 0, no Pacaembu.

Na chamada principal do site oficial do clube foi apresentada uma imagem com Alessandro e Douglas comemorando, com os dizeres “Quem riu, riu. Quem não riu, não vai rir mais”.
Aquela tarde de 25 de outubro de 2008 teve Pacaembu lotado para conferir a possibilidade de o Corinthians subir por antecipação à série A a cinco rodadas do fim. Para que isso acontecesse já na rodada 34, o time paulista precisava bater o Ceará e o Barueri tropeçar diante do Paraná. E a combinação aconteceu.
No intervalo do jogo no Pacaembu, o sistema de som tocou “Eu voltei, agora pra ficar...”, de Roberto Carlos.
Após o apito final, o goleiro Felipe saiu em direção à torcida, pulando a grade para celebrar com os torcedores. Dentinho fez o mesmo. Felipe e Dentinho eram uns dos poucos que haviam participado do descenso corintiano, em 2007.
Ficha técnica de Corinthians 2 x 0 Ceará, em 25 de outubro de 2008
CORINTHIANS
Felipe; Alessandro (Carlos Alberto), Chicão, William e André Santos; Cristian, Elias, Douglas (Lulinha) e Morais (Wellington Saci); Dentinho e Herrera

Técnico: Mano Menezes



CEARÁ
Adilson; Dedé, Fabrício, Dezinho e Jorge Guerra; Michel (Mancuso), Chicão, Cleisson, Marcos Paraná (Ederson) e Cadu; Sérgio Alves (Charles Chad)
Técnico: Lula Pereira

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Árbitro: Maurício Aparecido de Siqueira (MT)
Auxiliares: Luiz Fernando Irineu da Silva e Fábio Rodrigo Rubinho (ambos do MT)
Público: 32.341 pagantes (35.426 no total)
Renda: R$ 660.445,00
Cartões amarelos: André Santos e William (Corinthians); Fabrício, Marcos Paraná, Michel (Ceará)
Gols: Douglas, aos 8min do primeiro tempo; Chicão, aos 4min do segundo tempo

Fonte: Uol

domingo, 21 de outubro de 2012

MESSI SERÁ MAIOR QUE PELÉ?

Perto de recorde de gols de Pelé em um só ano, Messi mantém humildade

Chamado de ‘jogador de outro mundo’ por Fábregas, craque argentino leva bola usada diante do La Coruña como presente para futuro filho

Lionel Messi foi o destaque absoluto da vitória de 5 a 4 do Barcelona sobre o La Coruña, no último sábado, pelo Campeonato Espanhol. No entanto, o argentino, autor de três gols no duelo, manteve o discurso humilde mesmo com mais uma série de marcas derrubadas.
Com o hat-trick diante do time da Galícia, Messi chegou aos 11 gols e é o artilheiro isolado do Campeonato Espanhol, dois à frente de Cristiano Ronaldo. Além disso, soma 59 pelo Barça em 2012, sua melhor marca desde que chegou ao clube (havia anotado 56 em 2010). Para completar, o hermano se tornou o primeiro jogador da história do time catalão a alcançar 15 hat-tricks no Espanhol.
E se não bastasse tudo isso, de acordo com a imprensa espanhola, o camisa 10 do Barcelona está a quatro de igualar o recorde de gols de Pelé em um único ano contanto apenas partidas oficiais. Em 1959, o Rei do Futebol anotou 75 (66 pelo Santos e nove pela seleção brasileira). Em 2012, Messi tem até agora 71 (59 pelo time espanhol e 12 pela Argentina).
- As estatísticas são estatísticas e nada mais. O importante é vencer e seguir nesse nível. Sempre é difícil ganhar depois de partidas com a seleção. Chegamos cansados e o importante era conseguir os três pontos – afirmou Messi em declarações publicadas pelo diário “Olé”.
Presente para futuro filho
Após a partida, Messi foi direto para um hospital de Barcelona acompanhar o nascimento do seu primeiro filho (que se chamará Thiago). O parto está programado para este domingo. E, de acordo com o jornal “La Nación”, Messi levou a bola do jogo contra o La Coruña como primeiro presente para seu herdeiro.
Companheiro de Messi no Barça, o meia Cesc Fábregas enalteceu o desempenho do “Pulga”.
- Messi veio de uma longa e cansativa viagem após defender a seleção argentina e, mesmo assim, deu o máximo. Ele sabe tudo. Messi é de outro planeta – afirmou o ex-jogador do Arsenal.
Fonte: globoesporte

domingo, 14 de outubro de 2012

O SÃO PAULO ENTROU! O PALMEIRAS ESTÁ AFLITO PARA SAIR!

Rogério Ceni pisou no gramado do Morumbi pela quingentésima vez. A palavra é feia, mas a marca de 500 jogos na sua casa é rara e bela. Para presenteá-lo, o São Paulo resolveu dar o que o goleiro mais gosta: dedicação, raça, vontade e disposição. Receita que, mesmo executada por apenas 30 minutos, foi fatal para o frágil Figueirense. A vitória por 2 a 0 e mais a derrota do Vasco para o Santos pelo mesmo placar levaram o Tricolor pela primeira vez ao G-4 do Brasileirão. O time catarinense está ainda mais perto do rebaixamento.

Primeira vez também de um time paulista na zona de classificação à Libertadores de 2013. Com um roteiro esperado pelos 27.641 torcedores que foram ao Morumbi. Assistência do garçom Jadson, gol do artilheiro Luis Fabiano, que chegou a 15 na competição e 83 no estádio, igualando o recorde de Serginho Chulapa como maior artilheiro no local.

O Figueira não mostrou nada que possa alentar sua torcida sobre a chance de ficar na Primeira Divisão. Sem força, sem reação, sem muito talento e sem ânimo. A equipe é penúltima na tabela, com 25 pontos, dez atrás do Bahia, o primeiro fora da zona de rebaixamento. Já o São Paulo chegou a 52 e abriu dois do Vasco.

Uma situação que pode ficar ainda melhor, já que na quinta-feira os comandados de Ney Franco receberão o lanterna Atlético-GO no Morumbi. Na quarta, o Figueirense vai ao Beira-Rio para mais um difícil duelo. Agora diante do Internacional, outro postulante à Libertadores.

Agora, o Palmeiras vive uma situação complicadíssima e que piorou mais com a derrota frente ao Náutico, no Estádio dos Aflitos. Faltou sorte, talvez talento, sobrou castigo e desespero. Em uma tarde de boa atuação no primeiro tempo e muito nervosismo no segundo, o Verdão perdeu por 1 a 0 e viu se aproximar a queda para a Série B. Os pernambucanos estão praticamente garantidos na elite em 2013. 

Foi uma apresentação voluntariosa de um Palmeiras desfalcado por oito jogadores diante de um adversário muito forte em casa. O Verdão pressionou, criou boas chances, teve até uma bola de Obina tirada em cima da linha por Alison, mas deixou o campo derrotado pela 18ª vez em 30 rodadas. O Náutico fez o básico. Suficiente para o artilheiro Kieza marcar o 11º gol dele no torneio. Thiago Heleno foi expulso no segundo tempo e acabou com a esperança de reação.

O resultado deixa o Palmeiras com 26 pontos e em péssima situação. A oito rodadas do fim, a diferença para  o Bahia (derrotado pelo Coritiba), último a se salvar neste momento, permanece em nove pontos. Mergulhado na crise, o clube do Palestra Itália precisará de uma grande arrancada para fugir da degola, a começar na quarta-feira, contra o próprio Tricolor baiano, quarta-feira, às 19h30m, em Pituaçu. 

Já o Náutico se afasta cada vez mais do perigo de ser rebaixado ao acumular mais um triunfo em casa: dos 12 obtidos na competição, 11 foram nos Aflitos. O clube tem agora 40 pontos, em nono lugar, bem perto também de conquistar uma vaga na Copa Sul-Americana. Na quarta, pega o Coritiba, às 19h30m, no Couto Pereira.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

NOVE PONTOS, NOVE JOGOS!

E aí galera Apaixonada por Futebol!

Ao final da vigésima nona rodada do Campeonato Brasileiro, o número que está em grande evidência é o nove. Faltando apenas nove rodadas para o final do torneio mais disputado do mundo, duas grandes equipes do cenário nacional vivem momentos distintos.

O Fluminense é a grande sensação da disputa e ostenta nove pontos de vantagem sobre o Galo Paraguaio, Atlético - MG, e do Grêmio que chega com força na reta final. Faz uma campanha irrepreensível e algumas pessoas, inclusive eu, já rotulam o time carioca como o campeão 2012. De suas dezenove vitórias, nove foram em seus domínios e as outras dez fora de casa. Número que impressiona, uma vez que mostra o poder de fogo de Fred e seus comandados longe de sua torcida, caso atípico.

Fred, o comandante do ataque, é também o artilheiro com 14 gols, ao lado de Luis Fabiano e Bruno Mineiro.

Por outro lado, nove é um número amaldiçoado para os palmeirenses. Essa é a distancia que o separa da salvação.

Em jogo que poderia ser marcado pelo erro grosseiro do auxiliar que marcou impedimento em gol legitimo de Deivid, o Palmeiras foi derrotado por 1 a 0 por seu concorrente direto na briga pelo não rebaixamento, o Coritiba. Com o revés se credência a um dos quatro times que disputarão a serie B em 2013.

A derrota deixou o Palmeiras em condição de extrema atenção. Sem Valdívia que só retorna na próxima temporada e um time limitadíssimo, tem tudo para ser rebaixado.

Agora, faltando poucas rodadas para o termino do campeonato  os palmeirenses terão uma missão praticamente impossível: tirar nove pontos de desvantagem. 

Parabéns Fluminense! Boa sorte Palmeiras!

domingo, 7 de outubro de 2012

ALERTA! DEZ PASSOS PARA A SEGUNDONA!

E aí galera Apaixonada por Futebol!

Demorei para me pronunciar sobre a tarde infernal que jogadores e torcida alviverde passou nesse sábado que antecede as eleições municipais. Fato esse que se deve a um estudo sobre a situação palmeirense, queria juntar dados para transmitir uma mensagem imparcial e baseado em estatísticas.

O Verdão vinha de três vitórias e já era considerado forte candidato à sair da zona de rebaixamento. Os êxitos sobre o Figueirense (3 x 1), Ponte Preta (3 x 0) e Millonarios (3 x 1) deram um novo astral e animou os atuais campeões da Copa do Brasil. Mas bastou apenas um jogo para tudo voltar ao normal, o clima virar e se tornar hostil no Parque Antártica. O São Paulo que não tem nada a ver com a situação do arquirrival, passou por cima sem dó, 3 a 0.

Para começar a escrever sobre o momento que passa o Verdão, vamos iniciar com a conquista da Copa do Brasil. Conquista que caiu no colo dos palmeirenses, isso por que o elenco é muito ruim e limitado. Sua campanha limitou-se ao esforço de passar por Grêmio e Coritiba, time de mais expressão, já que as demais equipes não assustam ninguém. Coruripe - AL, Horizonte - CE, Paraná e Atlético - PR, esses foram os desafios para o Verdão se tornar campeão.

Guiados pela máxima: "Em time que está ganhando não se mexe", a diretoria não reforçou a equipe e imaginou que a saída da ZR seria questão de tempo. Das vinte e oito rodadas, o Palmeiras só não esteve entre os "rebaixáveis" em apenas seis e já está há 10 consecutivas.

Agora o sinal vermelho está mais do que ligado, está mostrando que faltam apenas dez rodadas para o fim do campeonato e a necessidade de tirar a diferença é urgente. O primeiro time fora da zona de rebaixamento é o Coritiba, próximo adversário, e está seis pontos à frente do Alviverde. Partida de extrema importância para uma nova tentativa de respirar no torneio. Só que as noticias que trago abaixo não são agradáveis  mas não passam de meras estatísticas, números não ganham jogo, a falta deles que rebaixam.

Desde 2006, o Brasileirão é disputado por 20 clubes, de lá para cá, apenas o Fluminense em 2009 consegui tirar uma desvantagem superior à três pontos. Na ocasião, o time carioca chegou à vigésima oitava rodada na última colocação com oito pontos à menos que o primeiro time da ZR. Mas com uma arrancada espetacular, tirou a desvantagem e (sem a ajuda do tapetão) se livrou da degola.

Nos demais anos a desvantagem não passava de três pontos e o time que se especializou em fugir da segundona foi o Galo Mineiro. Nas edições de 2007, 2010 e 2011, no mesmo período do campeonato, o Atlético - MG estava entre os candidatos ao rebaixamento e se safou.

Os adversários que o Verdão terá de passar não serão nada fáceis  todos ainda almejam alguma coisa no torneio. Seja fugir da zona de rebaixamento, vaga na Sul-americana ou Libertadores e, principalmente, o título. A saga se inicia diante do primeiro fora da ZR, Coritiba, time freguês nos últimos tempos, mas que não dá moleza e precisa mais do que nunca de um bom resultado para assim abrir maior vantagem sobre os últimos colocados (1º Turno: 1 a 1).

No Aflitos vai ter a dura missão de vencer o chato Náutico. Time perigoso e de ótimo retrospecto em seus domínios  em 14 jogos, são 10 vitórias, 2 empates e 2 derrotas (1º Turno: Palmeiras 3 x 0).

Sem respirar, mais um time com bom desempenho em casa. O Bahia, um dos melhores times do segundo turno, não costuma afinar quando recebe o inimigo em Pituaçu. Não deixa o adversário sair vitorioso de sua casa e nas últimas partidas está apresentando bom futebol, não dando chances para o azar (1º Turno: Bahia 2 x 0).

O Cruzeiro vem a São Paulo contando com o peso de sua camisa, pois faz campanha apenas mediana. Ocupa hoje a decima colocação e sonha em tirar uma vantagem de 14 pontos para chegar a Libertadores. Aqui entre nós, impossível. (1º Turno: Cruzeiro 2 x 1).

O Internacional, perigoso em seus domínios  tentará superar o Verdão para se aproximar mais da zona da Libertadores. (1º Turno: Internacional 1 x 0). Já o Botafogo que também almeja o retorno à Liberta, vem a São Paulo e buscará os três pontos para não perder de vista os primeiros colocados. (1º Turno: Palmeiras 2 x 1).

Na trigésima quinta rodada, o Verdão terá pela frente nada mais, nada menos, que o melhor time do torneio. O Fluminense, sairá das Laranjeiras para ir a Fonte Luminosa e apagar de vez a luz que provavelmente ainda brilhará no fim do túnel. Ou quem sabe, apenas para fechar o caixão. Na atual conjuntura  não acredito em surpresa, Flu vence. (1º Turno: Flu 1 x 0). De um carioca forte para um que está mal das pernas, na sequencia é a vez do Palmeiras ir ao Engenhão encarar o Flamengo. Que do mesmo modo do Cruzeiro, contará apenas com o peso da camisa, pois a fase não é boa. (1º Turno: Palmeiras 1 x 0).

Jogo para dar um alento apenas na penúltima rodada, quando o Palmeiras receberá o Atlético - GO (que para já está rebaixado) e deve ganhar com facilidade. (Atlético - GO 2 x 1).

Por fim, o fim da angustia ou a decepção maior. Santos na Vila poderá sacramentar o decesso ou aliviar o coração verde. (1º Turno: Santos 2 x 1).

O Verdão precisa tirar uma diferença de seis pontos. Missão complicadíssima!

Com base nos números, na fase e nas dificuldades que enfrentará, não acredito que o Verdão saia dessa situação ileso. Vai ser rebaixado.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

ZOARAM O ZIZAO!

E aí galera Apaixonada por Futebol!

Chen Zhizhao ou apenas Zizao, o chinês do Timão. Contratado para ser uma das melhores jogadas de marketing do Corinthians para conquistar o mundo asiático. Mas desde que pisou o pé no Parque São Jorge  não houve a minima pretensão, por parte da comissão técnica, de coloca-lo em campo para disputar uma partida se quer.

Já passou por período de recuperação por conta de uma contusão no ombro, foi relacionado apenas para compor banco, no entanto, sabia que não ia pisar o pé no gramado. Esteve a um passo de estrear, a torcida pediu e Tite ignorou, alegando que não era o momento certo e poderia queimá-lo.

Nem mesmo agora que as possibilidades de título são remotas e o Corinthians apenas deseja chegar aos 45 pontos para abdicar do torneio nacional e se preparar para o Mundial, não cogitam coloca-lo. Tite não abre não do que sempre prega, a coerência, principalmente por saber que não o levará para o Mundial. Prefere fazer testes ao longo desse período e manter o bom nível da equipe.

Isso tudo é muito bom e mostra que Tite tem valores e princípios com o elenco. No entanto, a torcida vive com a expectativa de ver o menino em campo com a camisa do Timão. A curiosidade é muito maior que qualquer admiração pelos valores do técnico.

Zizao está no elenco desde o início do ano e escondido para o mundo. Essa situação é totalmente prejudicial para o garoto, que poderia estar em qualquer outra equipe de menor expressão, mas jogando. As chances de ver o chinês ainda esse ano atuando pelo Timão é zero. Por enquanto, a nota que o ótimo departamento de marketing nessa ação também é...

O que adiante estar no melhor time brasileiro da atualidade e não ser aproveitado? O que adianta ter um produto e não apresenta-lo ao público consumidor?

Por isso eu digo que zuaram o Zizao!

terça-feira, 2 de outubro de 2012

VÁ EMBORA NEYMAR - Por Julio Gomes

E aí galera Apaixonada por Futebol!

Estava pensando em algo para escrever para vocês e mais uma vez fui barrado pelo alto número de provas que me atormentam essa semana. Haja tempo para estudar para tanta prova. Desculpem o desabafo, mas não me privei de ao menos procurar algo interessante para compartilhar com todos os parceiros do blog Tom de Bola.

Não vou lembrar em qual programa esportivo deram o credito ao texto que segue abaixo, mas o achei tão interessante, espero que gostem e seja digno de comentários. Minha visão é uma cópia do que Julio Gomes expõe no excelente texto, aproveitem:

VÁ EMBORA, NEYMAR. NOSSO FUTEBOL NÃO TE MERECE

É a "autoridade" que faz um Vuaden se achar mais importante que a lei do país. E a "autoridade" que faz esse Nielson Nogueira Dias, que além de árbitro é PM, mostrar cartão amarelo para Neymar só porque o jogador se deu o direito de reclamar com ele porque estava apanhando muito em campo. 

Neymar não tem mais o que fazer no futebol brasileiro. Um craque, uma pedra preciosa, um gênio do futebol, desses que aparecem a cada 10, 15 anos. Não tem mais como evoluir taticamente, porque taticamente nosso futebol vive na idade da pedra. Não tem mais como evoluir tecnicamente, porque os jogadores que o defendem não exigem desafios maiores nem sabem fazê-lo. Não tem mais o que ganhar, porque já fez de tudo com o Santos (e o Brasileiro ele não vai ganhar nunca, já que a CBF o tira de mais da metade do campeonato). E agora, de quebra, virou o alvo preferido dos déspotas do apito, que querem aparecer às custas dele, que querem virar estrelinhas de papel da classe deles, os defensores dos pobres e oprimidos na turma de sopradores de apitos.

A fantástica, espetacular capa da Revista Placar tem de levar as pessoas a uma reflexão, como pediu o próprio Neymar. Muricy já refletiu, eu também já refleti. Ele tem que ir embora.

Que país é esse em que as autoridades, políticas, policiais, judiciárias e até mesmos do futebol querem nos fazer viver como cordeirinhos quietos diante de absurdos que ocorrem diante de nossos olhos?


Que país é esse em que pessoas se xingam, se agridem, se matam a troco de uma cor, de uma bandeira, de uma camisa, de um gosto desportivo?

Que país é esse que agride quem deveria ser seu maior ídolo, que sente inveja de quem se dá bem na vida, que não suporta o sucesso de quem nasceu fadado a sofrer e morrer pobre?

Que país é esse que sucateia o sistema educacional e que não investe toda sua riqueza no que realmente importa, que é a formação de pessoas, de cidadania, da preservação da vida em sociedade?

Que país é esse que vaia Neymar??

Nosso futebol não te merece, Neymar. A maioria dos frequentadores de nossos estádios, os árbitros, as pessoas que ganham dinheiro às tuas custas não te merecem, Neymar.
Perdoai-vos. Eles não sabem o que dizem e nem o que fazem. Perdoe. Mas não puna a si mesmo. Vá embora daqui e volte só daqui a dois anos, na Copa. Porque as pessoas só entendem o que têm quando deixam de ter.