segunda-feira, 18 de julho de 2011

UNIDOS PELA ELIMINAÇÃO

A rivalidade entre brasileiros e argentinos é uma das maiores do mundo, ou seja, em minha visão é a maior do mundo em termos de futebol. Em 2006 os argentinos foram eliminados da Copa do Mundo e no dia seguinte foi a vez do Brasil dar adeus a competição. Em 2010 o brasileiros saíram um dia antes dos argentinos. O que aconteceu em 2006 voltou a se repetir, mas dessa vez em uma Copa América.

Ontem acompanhamos e vibramos com a eliminação alheia, os argentinos estavam fora da mais importante competição das Américas. Ouvi até foguetório por conta dessa derrota. Alguns brasileiros/corintianos lamentaram apenas que a eliminação veio com a perda de um pênalti cobrado por Tevez e outros, anti-corintianos, comemoraram mais ainda por esse motivo.

Mas esse comemoração teve um prazo de validade muito curto, menos de 24 horas. Foram exatas 20 horas de comemoração e expectativa sobre uma boa apresentação brasileira diante dos paraguaios.

O jogo começou às 16h (de Brasilia), os paraguaios entram em campo com uma retranca visível e impressionante. Não se arriscavam atoa ao ataque, se não fosse um lance que demonstrasse possibilidade de gol, eles não iam.

Os brasileiros criaram algumas oportunidades no primeiro tempo e em uma delas quem deixou a desejar foi o mini-craque, Neymar. O atacante recebeu uma bola livre, diante do goleiro e jogou para fora.

No segundo tempo, aparentava que os comandados de Mano iriam resolver o problema em quinze minutos. Engano nosso! O Brasil exagerou em perder gols. Pato perdeu dois. Em um desses lances, recebeu na cara do ótimo goleiro paraguaio que defendeu com o pé direito. 

O Brasil era todo pressão, mas não conseguia passar pelo paredão listrado e quando passava, não conseguia vencer o goleirão. Em um chute que a bola passou pelo goleirão, mas tinha um zagueiro sobre a linha. Oh! Zica!

Que coisa, que falta de sorte! O Brasil foi melhor, só não conseguiu fazer o gol. 

Após o termino de jogos como esse. Em que o time ataca, ataca, mas não marca. Vem alguns repórteres e perguntam: "O que faltou?" Esse resposta eu responderia assim: "O gol!"

E a falta de gols perdurou na prorrogação. Os paraguaios queriam levar para as cobranças de pênaltis, pois não demonstravam desejo, empenho, dedicação ou vontade alguma. Será que previam certa facilidade nas cobranças? Creio que não! Por que não é possível alguém imaginar que quatro cobradores de pênaltis errariam!

Mas foi isso que aconteceu. Acho que inspirados em Tevez que perdeu o pênalti e tirou os argentinos da Copa América. Elano (que entrou apenas para cobrar), Thiago Silva, André Santos e Fred desperdiçaram suas cobranças e garantiram a desclassificação brasileira.

Como pode acontecer uma coisa dessas,com um time onde estão os melhores em suas posições. São os melhores individualmente, mas quando se misturam vira o pior time que se pode imaginar. Será que mais uma vez não conquistaremos um título olímpico? Espero que seja diferente!

Os argentinos vão continuar chorando sua desclassificação por lá mesmo. Os brasileiros voltam para casa e Mano Menezes continua no cargo, segundo a CBF.

Essa eliminação antecipa os retornos de Neymar, Elano, Ganso, Lucas e Fred a seus respectivos clubes para a disputa do Brasileirão. Os jogos de quarta-feira serão remanejados para às 21h50.

O Campeonato Brasileiro agradece!

0 Comentários:

Postar um comentário