quarta-feira, 20 de julho de 2011

SMALL STEP FOR BIG LIDER

Pequeno (small)? Quem é pequeno? Será que estavam falando do grande líder do campeonato Brasileiro ou não conhecem o Brasil? Acho que não conhecem o Brasil, pois a mesma CNN que publicou infeliz matéria, é a mesma que colocou Buenos Aires como capital brasileira e em 2000 manteve o mesmo clube pequeno em primeiro lugar em seu ranking. 

Mas se retrataram e estão perdoados, mas, cuidado ao falar do grande e invicto líder do Campeonato Brasileiro,  que nessa noite fez mais uma vitima. O Fogão foi apagado com um banho de aguá gelada em pleno São Januário, casa alvinegra carioca para essa partida.

A partida teve a cara da equipe corinthiana, nesse segundo semestre. Não foi um poço de emoções, mas foi muito disputado e corrido. 

Até os vinte minutos de partida não havia acontecido nenhum lance muito agudo, mas em cobrança de escanteio, a bola bate no peito de Danilo e sobra para Fábio Ferreira. Que com o seu cabelo (acho que em homenagem ao Rapper Sabotage) chuta por sobre o gol de Júlio Cesar. 

Susto, mas que não abalou as estruturas e a paciência corinthiana, que continuou tocando bola e esperando os espaços.

O Botafogo foi persistente, mas não conseguiu passar pela zaga corinthiana, que apesar de um bola bem chutada por Herreira, não se desesperou.

Isso tudo comprova que o ponto mais forte desse time é a defesa, em dez partidas são apenas quatro gols sofridos, isso sim são números pequenos. 

Com uma defesa consistente lá atrás, os atacantes tem por obrigação de fazer gols. E nas últimas partidas, esses atacantes não deixaram a desejar. Sim, foram vitórias magras, com placares pequenos, mas de grande expressão na tabela. 

E hoje não foi diferente, Jorge Henrique dá um lindo passe para Fábio Santos. O lateral toca para Liédson que só empurra para o fundo do gol. Isso aconteceu no minuto de número 43, então, como já era tarde, o juizão encerra a primeira etapa.

No segundo tempo, as posturas não se alteraram. O Fogão, dono da residencia, procurava mais o jogo, pois precisava manter sua ótima sequencia. Só havia perdido para o Palmeiras, na primeira rodada, de lá para cá, havia vencido quatro e empatou outras quatro.

O Corinthians, dos nove jogos, só empatou uma e venceu as demais. Campanha irrepreensível e impecável. 

O time Paulista imprimiu um forte bombardeio ao gol de Jefferson, que se segurou como pode e por três vezes evitou o gol. Willian obrigou por duas vezes o goleirão a mostrar por que estava na seleção. Duas lindas defesas.

Liédson se aventurou em uma jogada individual e colecionou dois chapéus e uma sainha (caneta), que jogada maravilhosa. 

Mas o lance, que considero decisivo na partida, aconteceu aos 42 minutos da etapa final. Em um momento de pura pressão do Fogão, Elkerson chuta de longe e Julio Cesar defende. No lance, o goleirão sofre um luxação no dedo mínimo e recebeu atendimento em campo. A expressão do goleirão era desesperadora. Gritos, caretas e choro. Senti suas dores!!!

Pensaria quem acabara de ver o lance: "Tira o cara e coloca o Renan." 

Só tinha um problema, Tite já havia feito as três substituições. Jorge Henrique deu lugar a Emerson; Alex entrou no lugar de Willian e Liédson saiu para a entrada de Edenilson. Como a situação aparentava muita gravidade, Tite conversava com Alex e pedia para ele assumir a vaga do goleirão.

Mas...

O "Big Club Corinthians Paulista" conta com um goleiro guerreiro. Julio Cesar não sai e chama a responsabilidade para si.

O Fogão passa a atacar mais e buscar os chutes de fora da área, mas a defesa corinthiana se fecha e espera para sair no contra ataque. E em um lance rápido pela direita, Edenilson chuta e no rebote, Paulinho marca o segundo do Timão e dá números finais a partida.

Com a vitoria, o Timão se mantém na liderança com 28 pontos, sete a mais que o São Paulo, 93,3% de aproveitamento. Tem o melhor ataque com 19 gols e a melhor defesa com apenas 4 gols sofridos.

Falar mais o que dessa campanha?

Para o próximo jogo, não contará com Liédson e Fábio Santos, devido excesso de cartões amarelos.

2 Comentários:

  1. Pois é Clériston, sem dúvida os ingleses pisaram na bola, pois chamar de time pequeno, desconhecido, o Corinthians que lidera com folga um dos campeonatos mais difíceis do mundo é sacanagem. Mas espero então que o Corinthians mostre para eles na bola, no futebol.
    O aproveitamento do Corinthians é realmente incrível, mais de 90%...

    Abraço

    |||SANGUE AZUL - IMORTAL TRICOLOR |||
    ------------------------------------ Últimos posts:
    ---> IFFHS: Os campeonatos mais equilibrados do mundo
    ---> Rodolfo espera voltar dentro de 1 mês
    ---> Defesa melhora, mas ataque preocupa

    ResponderExcluir