quinta-feira, 5 de maio de 2011

CORITIBA X PALMEIRAS: VIRA TRÊS, ACABA SEIS


Desastre, desgraça, infortúnio, catástrofe, tragédia, fatalidade, vexame, assolação ou somente sinistro? Como classificar o que aconteceu a algumas horas atrás no Estádio Couto Pereira?

O Coritiba recebeu o Palmeiras, pela primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil. O Coxa-branca é hoje um dos melhores times do país e foi campeão invicto do Campeonato Paranaense com 13 vitórias em 13 jogos. O Palmeiras vem de uma eliminação do Campeonato Paulista e só havia perdido duas partidas no ano e conta com a defesa menos vazada.

Todos que acompanham o futebol brasileiro imaginavam que o Palmeiras iria enfrentar dificuldades na partida contra o Coritiba. Mas não imaginavam que seria um jogo tão duro e complicado, não passou pela cabeça de ninguém que o Verdão seria massacrado e humilhado.

Não assisti ao jogo, mas ouvi e acompanhei por um “site” que faz transmissão escrita dos lances em tempo real.

Quando liguei o rádio e ouvi que o Verdão perdia de dois a zero, confesso, fiquei muito feliz, como todos os corintianos do Brasil. Mas me veio a mente uma possível reação após o intervalo, no entanto, antes mesmo que acabasse o primeiro tempo o Coxa marcou seu terceiro gol. Mais alegria de minha parte, mas fiquei espantado e surpreso, 3 a 0.

Como pode, um time que jogou tão bem diante de um Corinthians, com um homem a menos e quase venceu a partida? O que aconteceu de domingo até a quinta-feira? O Palmeiras estava desfalcado? Será que Marcos é o problema? Por que tiraram o Deola? Será que querem derrubar o Felipão?

Até agora não achei nenhuma explicação para o acontecimento, que não tem nenhum termo ou adjetivo de classificação. Classificação? Não vai ter mesmo, depois desse vexame, é melhor colocar o sub 15 para entrar em campo na partida de volta, pelo menos assim terão mais tempo de preparação para o BRA-11.

Com todo respeito ao Coritiba que faz uma excelente campanha no ano e não menosprezando o ASA, que para mim será campeão Alagoano. Pois abriu boa vantagem diante do Coruripe, onde venceu a primeira partida por 6 a 2.

Mas podemos considerar o Coxa como o ASA versão 2011. Digo isso não pelo Coritiba, mas pela situação de vexame, para quem não lembra ou não presenciou em 2002 o Palmeiras foi eliminado pelo ASA de Arapiraca em pleno Palestra Itália. Ninguém acreditava em uma eliminação palmeirense em 2002, da mesma forma que não acreditava em 2011.

No entanto, o Palmeiras viveu sua sina: perder para time considerado menor ou ser eliminado com goleada, como em 2003 que perdeu de 7 a 2 para o Vitória.

NOMES QUE O PALMEIRENSE NÃO VAI ESQUECER

Emerson, marcou aos 11 minutos do primeiro tempo;
Davi, aos 21 do primeiro tempo;
Léo Gago, aos 43 do primeiro tempo;
Bill, aos 10 do segundo tempo;
Geraldo, aos 46 do segundo tempo e
Anderson Aquino, aos 47 do segundo tempo.

Coritiba 6 x 0 Palmeiras

Marcos diz: ‘Já cavamos o buraco, agora quero terminar de enterrar.’
Kleber lamente: ‘Faltou tesão.’

Não bastasse essa derrota vexatória, o Presidente Tirone anunciou que as obras da nova Arena Palestra podem ser paralisadas a qualquer momento.

Será que esse ano o Palmeiras vai ficar no “vácuo”?
Sem ganhar título mais uma vez, o último foi em 2008, quando venceu o Paulistão.

Agora vai aparecer um monte de críticos dizendo que já sabia e acredita no favoritismo do Coritiba. Querem apostar? 

2 Comentários:

  1. Clériston, gostei muito do seu blog, bem informativo... Aceita parceria?

    Abraço

    http://gremista-sangueazul.blogspot.com

    ResponderExcluir