domingo, 22 de maio de 2011

BRASILEIRÃO: LIÉDSON VOLTA A MARCAR E O CORINTHIANS A VENCER


Corinthians vai a Porto Alegre, sai perdendo em pênalti polêmico sobre Leandro, mas consegue a virada sobre o Grêmio. Liédson sofre o pênalti, que resultou no gol de Chicão e no empate e marcou o gol que garantiu a vitória.


Confesso que não me passou pela mente um possível vitória corintiana nessa tarde de domingo. Time vinha de uma derrota e a perda do título paulista para o Santos. Continua sofrendo com a falta de um homem na criação, chegou o Alex, mas a diretória luta para conseguir a antecipação da janela de transferência para poder fazer a inscrição do jogador no BRA-11.

Enquanto isso não acontece o técnico Tite vive um dilema, pois conta com apenas dois jogadores para essa posição, mas não estão rendendo o esperado. Morais seguia sendo utilizado, mas perdeu espaço para o antigo dono da posição Bruno Cesar. Que foi utilizado nos últimos jogos do Paulista, mas não será mais utilizado, pois foi negociado. Danilo segue em baixa e com a desconfiança da torcida.

Com a escassez na posição, vai o baixinho Morais, que iniciou a partida como titular, no banco ficou o "maestro" Danilo.

O Grêmio tinha em campo o grande maestro Douglas que já regeu em bons tempos a equipe corintiana. 

A equipe gremista começou a partida marcando em cima e não permitia que os corintianos passassem o meio de campo. Com essa forte marcação forçava o erro e apostava no contra ataque.  Mas não conseguia encaixar nenhum ataque, acabava congestionando o meio campo e deixou um jogo amarrado.

Tanto é que a única jogada mais aguda só aconteceu no minuto de número 19 em cobrança de escanteio de Douglas para o Grêmio. Em uma bela batida na bola, quase consegue marcar um gol olímpico no estádio Olímpico. Mas Julio Cesar faz boa defesa.

O Grêmio tinha total domínio da partida, isso era notório no percentual de posse de bola: 57% para o Grêmio contra 43% do Corinthians.

O Corinthians só conseguiu chegar com algum perigo ao gol do Grêmio aos 31 minutos, numa batida de Liédson que passou por cima.

O segundo tempo começa com muitos erros de passes para os dois lados, não havia uma jogada mais aguda ou que levasse perigo ao gol de ambos os times. Com o número excessivo de passes errados, fez com que Tite optasse por colocar Danilo no lugar de Morais.

Mas a alteração é posta a prova quando o arbitro marca um pênalti polêmico de Castan sobre Leandro. Na cobrança, o maestro Douglas coloca a bola no canto oposto ao que Julio Cesar escolheu. Gol do Grêmio!

O gol mexeu com os corintianos que responderam com Ramírez. Em bela jogada pela esquerda e chuta cruzado. A bola já havia passado pelo arqueiro do Grêmio, mas Neuton salva de cabeça em cima da linha.

Ainda sobre o efeito da “ira” por conta do pênalti, os corintianos reclamavam a cada lance.

Mas aos 19 minutos, Liédson invade a área pela direita, tenta uma jogada elástica sobre Lucio e é derrubado. Pênalti!

Chicão vai para a cobrança e como estão bem treinados, pois treinaram bastantes cobranças de pênaltis para uma possível decisão contra o Santos. Então vai para a bola, coloca no mesmo canto que Victor escolheu e marca o gol de empate.

"O Timão empatava o jogo e em São José do Rio Preto, Kleber marcava um golaço e colocava o Palmeiras em vantagem sobre o Botafogo."

Com o empate o Corinthians passou a dominar a partida e obriga o técnico Renato Gaúcho a se mexer no banco. Que então tira Viçosa e coloca Lins, tentando prender mais a bola no ataque. 

Mas no minuto seguinte ao da alteração, um banho de água fria nos donos da casa. Em cobrança de lateral pela direita, a bola sobra para o meio da área e encontra Liédson atrás da zaga, que emenda com um belo voleio. É o gol da virada e da confiança.

Liédson saia da área e passou a dar mais opção ao ataque corintiano e mesmo com a alteração no time gremista, o Timão dominava a partida e não dava oportunidade para o Grêmio reagir.

Antes do apito final, o Grêmio consegue assustar a torcida corintiana. Em cobrança de escanteio, a zaga tira e no rebote, Escudeiro emenda, mas a bola passa por cima do gol.

Passado o susto, a torcida volta a cantar e comemorar a vitória corintiana.

Diferente dos demais jogos em que o técnico Tite demorou a fazer a alteração. Hoje, fez alteração no momento certo. Os gremistas atribuem a derrota aos muitos erros do time.

Desde que Liédson retornou, se marcou, o Corinthians ganhou.

2 Comentários:

  1. E ai Clériston, gostei do blog. Pois é né, não vou comentar nada do jogo, hehe

    Abraço

    http://gremista-sangueazul.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Tom de bola, hehe, o Leandro caiu bonito na área, assim como o gol de Douglas. E os pênaltis foram a grande emoção que tivemos no jogo, mas o Grêmio não se impõs como mandante, e meu time se aproveitou disso, jogando nos contra-taques, e virando em golaço de Liédson. Mas o jogo mostra que os dois times precisam de reforços, e o pênalti em Liédson é duvidoso, ele foi tocado, mas certamente se não quisesse, não cairia daquele jeito. Erro corrigido do juiz. Abraço, e bela postagem, mais uma vez

    ResponderExcluir