domingo, 3 de abril de 2011

KLEBER MARCA E LEVA O VERDÃO AO 13º JOGO INVICTO

Em belo passe de Patrick, Kleber marca, Palmeiras se mantém invicto a treze jogos e continua na liderança do Campeonato.

Ao termino do jogo, Kleber reclama da falta de badalação no Palmeiras: 
"Chega o Adriano e o Corinthians se torna 
para vocês (imprensa) o melhor time do mundo. 
Neymar e Ganso no Santos são badalados, 
só o Palmeiras que não tem um bom elenco. 
Mas a gente não liga para isso, 
pois sabemos que todas as equipes nos respeita." 
desabafo feito para a reporter do Terceiro Tempo da TV Band.

Santos não faz boa partida e numa falha de marcação leva o gol e o melhor ataque não funciona contra a melhor defesa. Ganso não faz boa partida e não consegue ajudar o Santos. Tudo bem que o Santos - em minha opinião - foi prejudicado, em gol que o bandeira marcou impedimento de Danilo, em ótimo passe de Ganso, mal anulado.

As duas equipes iniciaram o jogo com ímpeto e vontade de vencer, não houve nenhum tipo de analise inicial, os times já foram partiram para cima. Analise que eu cito e aquele respeito inicial, quando os times ficam tocando a bola, isso não houve.

Tanto é que o jogo começou pegado e brigado, que Kleber e Neymar tiveram um enrosco inicial, isso quase levou a expulsão do craque santista. Sorte do garoto, que o arbitro estava bonzinho e deu oportunidade para ele esfriar a cabeça.

Cabeça no lugar o garoto driblou, teve suas oportunidades e deu trabalho a defesa palmeirense. Os times jogavam abertos, mas o Santos não conseguia passar pela boa defesa palmeirense, não é por menos que é a melhor desefa do campeonato.

Aos quatro minutos, em bola alçada na área e no bate rebate, toca na mão de Danilo e os jogadores e torcedores reclamaram penalti, não marcado pelo arbitro. Se o Ganso tem o pescoço mais longo, marcaria ainda no primeiro tempo, em cruzamento de Elano pela direita, que o craque não alcança, mas não marca.

Aos dezesseis minutos, Elano obriga o goleiro palmeirense a fazer ótima defesa, em boa cobrança de falta, que Deola espalma. E o Santos continuava levando periogo ao gol palmeirense em cobranças de falta, com Elano. Em uma delas, Elano coloca a bola no peito de Durval, que domina, mas é pressionado pelo zagueiro e não consegue finalizar.

Quando o Palmeiras conseguiu sair do campo de defesa, levou perigo, em jogada pelo lado direito, com Cicinho, mas a bola sobra para Kleber que não finaliza bem. Outra vez, mas dessa vez pelo meio, o Palmeiras rouba a bola com Patrick que dá bom passe para Kleber que finaliza mais uma vez mal.

A partir desse ponto do jogo, o Palmeiras conseguiu equilibrar a partida e antes do fim do primeiro tempo as duas equipes tiveram pelo menos uma oportunidade cada. Durval continuou levando perigo ao gol verde e branco.

No inicio do segundo tempo em cobrança de falta o, grande batedor de falta, Marcos Assunção acerta a trave do peixe. O Palmeiras tentou mais uma vez pelo lado esquerdo, mas sem exito.

Na sequencia, o Santos chega a marcar com Danilo, mas o auxiliar marca impedimento e o arbitro confirma, não adiantou a reclamação do apagado Keirrisom.

Em cobrança de falta de Marcos Assunção que encontra Thiago Heleno atrás da zaga do Peixe, o zagueiro marca, mas em posição irregular. Dessa vez não tinha do que reclamar, estava mesmo, pelo menos meio corpo a frente. Mas a jogada serviu para animar o time verde.

O Santos teve uma ótima oportunidade em arrancada de Neymar, o atacante tira da jogada Cicinho e Danilo com um belo corte e na batida acerta as costas de Thiago Heleno. Bola para escanteio. Ganso para a cobrança, bola na cabeça de Durval que obriga Deola a praticar ótima defesa. Durval teve grandes oportunidades, pois a defesa verde não conseguia interceptar suas subidas ao ataque, mas a sorte estava do lado verde e branco, e nessa oportunidade não foi só a sorte e sim a ótima fase de Deola.

O Palmeiras passou a explorar o lado esquerdo do ataque e levou mais perigo ao gol de Rafael, na primeira, Rivaldo obrigou o goleirão fazer boa defesa.

GLADIADOR RESOLVE

Pela esquerda novamente, o Palmeiras rouba a bola, Kleber toca para Patrick, que segura inteligentemente e toca na passagem de Kleber. O atacante na cara do gol, recebeu o prêmio de sua dedicação, esforço e luta. Com um toquinho sutil, marcou o seu oitavo gol no campeonato, que garantiu a manutenção da liderança verde e branco.

Com o golpe sofrido, o Santos não conseguiu levar mais perigo ao gol alviverde e ficou nisso mesmo. Santos, jogando em casa e sem brilho, zero; Palmeiras brigador, um.

Com a vitória, o Palmeiras chega aos 38 pontos, seguido de perto pelo São Paulo com 37, que passou pelo Mirassol; na terceira colocação aparece o Corinthians, que empatou sem gol com o Botafogo. O Santos mesmo com a derrota, permanece na quarta colocação, com 34 pontos.

O QUE VEM PELA FRENTE?
O Santos não pode nem pensar em perder o próximo jogo. Recebe o Colo Colo na Vila Belmiro, pela Taça Libertadores, na quarta-feira e a derrota pode significar a desclassificação.
O Palmeiras tem a semana livre, pois não necessita entrar em campo pela Copa do Brasil, eliminou o jogo de volta. Só volta a campo no sábado para encara o Grêmio Prudente, no Canindé.

0 Comentários:

Postar um comentário