segunda-feira, 11 de abril de 2011

MAIS DE ROGÉRIO, MAIS UMA VITÓRIA TRICOLOR

Por AIVAN MOURA

Neste domingo o São Paulo foi a Bauru pegar o Noroeste pelo campeonato paulista e com um misto, pois alguns foram poupados e outros estavam suspensos, fez o dever de “casa” e garantiu os três pontos, mantendo a 2ª colocação na competição, faltando apenas uma rodada para o fim da primeira fase.
O jogo começou meio chato para quem gosta de futebol bem jogado. O calor não ajudou muito, devo acrescentar. Para quem esperava dois opostos, que nos faz crer num jogo bem pegado, o São Paulo lutando para se manter próximo da liderança do campeonato e o Noroeste lutando para sair da zona da degola, foi um início bem burocrático, me fazendo, em alguns momentos, pensar em dormir o sono dos justos, com aquela chuva...mas...
Com o passar do tempo o jogo começou a melhorar e, mesmo com o “estudo” excessivo de cada equipe, algumas jogadas mais trabalhadas foram acontecendo. Digo isto da parte do São Paulo, porque para o Rogério Ceni, creio que uma bela soneca deve ter rondado seus pensamentos também.
Com chance de entrar como titular após algumas partidas no banco, Rivaldo cobra bem uma falta e Casemiro quase marca.
Numa outra oportunidade, Rivaldo novamente, aproveitando cruzamento na área, bate de primeira e quase acerta o gol.
Mas foi aos 35 minutos de jogo que Junior Cesar, apostando corrida com o zagueiro do Noroeste, foi atropelado e o pênalti bem marcado pelo árbitro.
Rogério Ceni foi bater, e ai vem a pergunta que não quer calar: “O que ele vai fazer? Bater simples e fazer o gol? Tentar inventar?”. Mas desta vez ele bateu bem, no canto e no alto, sem chances para o goleiro do Noroeste. São Paulo 1x0, e daí para frente só deu tricolor, quando o juiz encerrou o primeiro tempo.
Os dois times voltaram para o segundo tempo e, como na primeira etapa, só deu São Paulo.
Aos 14 minutos, frança, do Noroeste, na tentativa de impedir a entrada do São Paulo na área, fez falta em Jr Cesar, e como já tinha tomado amarelo em uma falta boba por reclamação no primeiro tempo, acabou tomando o segundo amarelo e em seguida o vermelho.
A tentativa de parar o São Paulo foi em vão, já que da cobrança da falta a bola sobrou Casemiro, que não foi fominha, deu um belo passe para Marlos que guardou o seu.
O terceiro gol do São Paulo foi muito bem construído. 31 minutos do segundo tempo, Marlos tocou bonito pra Dagoberto, que encheu o pé.

O Noroeste fez um gol numa jogada de Aleilson. Depois de tabelar, entrou na área e chutou com o Rogério já caindo, sem chances de defesa.
Na segunda metade do segundo tempo, Ilsinho entrou no lugar de Casemiro e Rivaldo saiu logo depois para a entrada de Willian José (que não fez absolutamente nada). Ilsinho, ao contrário, foi esperto ao roubar a bola na saída do defensor do Noroeste, limpou o lance e bateu bonito no canto. Um belo gol.
Depois do quarto gol foi só administrar, com direito a gritos de olé (meio chochos, eu diria), mas o jogo não tinha mais o que dar.

Destaque para Marlos que jogou muito, participou de quase todos os lances mais bonitos do São Paulo e ainda marcou o seu.

0 Comentários:

Postar um comentário