quinta-feira, 16 de junho de 2011

SANTOS PASSA ILESO PELO VULCÃO


O Estádio Centenário era um verdadeiro vulcão. Quase 60 mil torcedores estiveram presentes para ver a primeira partida das finais da Taça Libertadores da América. A equipe santista entrou em campo e avistou os jogadores no gramado se aquecendo, fato que ficou em segundo plano, quando olharam para as arquibancadas.

O vulcão parecia que havia mudado de lugar, pois os torcedores aqueceram o interior do estádio com sinalizadores e a grande empolgação. Que torcida linda!!

O Santos dá o pontapé inicial e o Peñarol parte para cima logo de cara, imprimindo forte marcação, mas sem ser desleal. Os brasileiros se retraem no campo de defesa e deixa o Peñarol tocar a bola até o meio, no entanto, quando chegava, o Santos dava o bote e buscava o contra-ataque.

Nenhuma das equipes estava a fim de ficar atrás, mas o Santos se viu obrigado a jogar no contra-ataque. O Peñarol não tinha técnica e sua principal estrela estava apagada. Martinuccio não conseguiu atuar da mesma forma que em outras partidas, ficou perdido entre os zagueiros, errou muitos passes e os passes em sua direção não colaboravam.

Neymar muito bem marcado e sem identidade (pois até o Arnaldo César “Lebre” trocou seu nome por Nilmar diversas vezes durante a transmissão da Rede Globo), só começou a aparecer na partida, após levar cartão amarelo por (suposta) simulação em lance que levou um “soco” em partes que ele não pode falar.

Quando Neymar apareceu, o Santos foi perigoso e quase marcou em três oportunidades. Em uma delas, a bola acerta o travessão.

O Peñarol seguia aos trancos e barrancos. De certo modo imprimiu uma pressão, mas sem frutos, sem levar perigo real ao gol do tranqüilo Rafael.

No segundo tempo o Santos assume outra postura e passa a tocar mais a bola, como havia alertado Elano, antes de descer para os vestiários. Onde o meia disse que o time precisa fazer a bola passar de uma lado para o outro e dificultar a marcação do Peñarol.

Com a nova proposta, o Santos consegue chegar mais ao gol adversário. Mas em duas ótimas oportunidades de gol, Zé Love mostrou por que não foi transferido para a Europa.

O cara perdeu não uma, mas duas ótimas oportunidades. Numa delas, pensei que era Neymar que estava com a bola, à finta que deu para tirar o zagueiro, foi de mestre, mas o arremate foi de “Zé Love”.

Os lances serviram para acordar o vulcão e no “abafa” o Peñarol passou a acuar o Santos em seu campo de defesa e dominar as iniciativas da partida. Isso por que os uruguaios viam que a cada minuto que passava era menor a chance de buscar pelo menos um gol e ir para São Paulo precisando de apenas um empate para ser hexa.

De tanta insistência chegou ao seu golzinho, mas não valeu.

No minuto de número 40, Alonso desvia um chute cruzado e marca. Tristeza que durou pouco tempo no cantinho reservado aos santistas. O suspiro de alivio foi mais demorado e intenso que a comemoração dos uruguaios.

Em minha opinião: ótimo resultado para os santistas, que podem se considerar 75% mais próximo do terceiro título Continental. Por outro lado, o que pode preocupar os brasileiro é o retrospecto dos uruguaios.

Na fase “mata-mata” empataram em um gol contra o Internacional de Porto Alegre e fora de casa surpreendeu. Fez o resultado em casa contra o Universidad Católica, perdeu fora, mas ficou com vaga por saldo de gol. Contra o Vélez, venceu a primeira e jogando fora ficou com a vaga por conta do gol na casa do adversário.

Não é um time brilhante, mas é perigoso, tem raça e vai jogar no contra ataque diante do Santos no Pacaembu.

O Santos deu um grande passo, mas não tem nada ganho.

2 Comentários:

  1. Pra mim o Santos esta com a mão na taça.

    aqui no brasil, com o incentivo da sua torcida , o santos deve fazer valer sua identidade com essa competição.

    acredito em um jogo dificil , truncado e de pegada. mas o Santos tem tudo para levar mais esse campeonato.

    abraços ,meu querido !

    ResponderExcluir
  2. O Santos é favorito, mas não pode entrar de salto alto

    Abraço

    http://www.gremista-sangueazul.com/

    ResponderExcluir