domingo, 12 de junho de 2011

CORINTHIANS: WILLIAN BRILHA NO PRIMEIRO TEMPO E JULIO CESAR NO SEGUNDO

Em um domingo que a transmissão dos jogos do Brasileiro disputava com a conclusão da corrida da Formula 1, onde a sequencia de vitórias de Sebastian Vettel foi quebrada na última volta por Jenson Button. Esse resultado foi conhecido após o termino das partidas, pois a corrida ficou paralisada por duas horas por conta da forte chuva que caia no GP do Canadá. 

Antes de começar a partida com cinco minutos de atraso, os responsáveis pela narração das partidas dá satisfação ao publico, dizendo que a globo não estava tentando nenhuma manobra para retardar o início das partidas. Isso deve-se ao fato de alguns meios de comunicação de emissoras concorrentes estarem alegando que a grande Rede Globo estava fazendo de tudo para retardar o início das partidas para a conclusão da transmissão de Galvão Bueno.

Tudo resolvido, hino nacional respeitado, comprimentos entre os envolvidos na partida e mais retardamento. Mas dessa vez não foi a Globo, mas sim um homenagem a um dos ex-presidentes do Timão, Wadih Helu. O também advogado faleceu na terça-feira, 07.

Vamos para o jogo. O Timão contava com a presença de Liédson e Jorge Henrique, que até sexta-feira eram duvidas para o confronto. Danilo, homem questionado pela torcida, mas de confiança do técnico Tite e na ausência de Chicão, foi o capitão. Acho que a responsabilidade trouxe de volta o bom futebol do meia. Não foi uma grande apresentação, mas se achou em campo e de seus pés saiu o cruzamento do primeiro gol.

Seis minutos, jogada pela esquerda, Danilo cruza no primeiro pau, Willian se antecipa ao zagueiro e marca o primeiro gol do Timão. Na comemoração, o atacante se declara a sua esposa, em alto e bom som aproveitando o dia dos namorados. Com o gol confirma a boa fase e o namoro com a Fiel Torcida.

O Fluminense não conseguia sair com a bola, a marcação do Corinthians era muito forte e eficiente. Sem a bola os corintianos voltavam e combatiam as investidas do adversário antes do meio campo. O Corinthians dominava a partida e não deixava o Fluminense jogar. Sempre marcando com dois jogadores, quando a bola passava pelo primeiro, a cobertura era de imediato.

Mas no minuto de número 23, o Fluminense apareceu e Julio Cesar se mostrou disposto a disputar posição com Renan e mostrou que saiu na frente. Conca cobra escanteio, Gum cabeceia e obriga Julio a praticar ótima defesa.

Mas atacantes corintianos eram voluntariosos e voltavam para a marcação. Várias vezes vi Willian na lateral, fazendo a cobertura de Welder, Liédson combater no meio, Jorge Henrique nem se fala e Danilo levou até amarelo pela vontade que se traduziu em falta.

Com a bola nos pés, o Corinthians tocava com muita rapidez, Jorge Henrique aberto pela esquerda e Willian pela direita deram muito trabalho aos defensores tricolores. Mas a jogada do segundo gol saiu pelo meio.

Paulinho recebe, avança e da entrada da grande área chuta forte. O goleiro do Flu não segura, Liédson tenta sair da marcação para pegar o rebote, mas é seguro e derrubado, pênalti!

Quem bate?

Willian está com muita moral. Fazendo uma analise, os candidatos para a cobrança da penalidade eram: Fábio Santos, pois alterna as cobranças de falta e pênaltis com Chicão, o batedor oficial; Liédson, pois foi ele quem sofreu o pênalti, mas disse que não cobra!

Só que a moral é muita, sendo assim, Willian para a bola, chutou é GOOOLLLL! É o cara do jogo, sem dúvida, pensaria o corintiano. Calma, ainda tem o segundo tempo.

Fim do primeiro tempo, o Corinthians vai para o vestiário com ótima vantagem e deixou o rojão na mão de Abelão, que estreava no comando do Fluminense.

No retorno para os últimos 45 minutos da partida, Abel Braga tira Edinho e coloca Sousa, tentando dar mais mobilidade a equipe, que já havia perdido em criação com a saída de Deco ainda no primeiro tempo. O meia sentiu um problema muscular no cobrança de um escanteio e deu lugar a Marquinho.

Com a alteração e a mudança de postura do time Paulista, o Fluminense passou a dominar a partida e levar perigo ao gol de Julio Cesar. Logo com um minuto de jogo, Souza cobra, ninguém desvia e Julio Cesar pratica ótima defesa. 

O domínio no primeiro tempo pelo lado corintiano no segundo foi trocado pela administração da partida. Só que essa administração era perigosa e chamava o Fluminense para o ataque. Julio Cesar foi muito exigido e mostrou o seu valor. Aos 12 minutos, Conca chuta de fora da área e mais uma vez o goleirão faz boa defesa.

Abel se mexe no banco e trata de colocar um herói em campo. Rafael Moura "HE-MAM", herói da partida anterior com dois gols entra em campo. Como Tartá é um atacante que sai muito, Abelão tentou fixar dois atacantes na área e apostar nas bolas aéreas. 

Mas essas jogadas de linha de funda não surtiam efeito e a defesa corintiana cortava todas. O herói não resolveu e não fez boa partida.

Em mais uma cobrança de falta, Marquinho rola para Sousa, que chuta para mais uma boa defesa de Julio Cesar.

Aos 35 minutos, o Fluminense perde folego e para de pressionar e deixou para o Timão o direito de administrar com calma a partida. Com a vitória conquistada o Corinthians se mantem vice-liderança e só voltará a campo no próximo dia 26, quando enfrentará o líder São Paulo.

1 Comentários:

  1. Corinthians está jogando o suficiente para somar pontos, isso é importante.

    Clériston, dá uma passada no Sangue Azul! Abraço

    http://www.gremista-sangueazul.com/

    ResponderExcluir