sexta-feira, 6 de julho de 2012

CORINTHIANS CAMPEÃO: OS LIBERTADORES

E aí galera Apaixonada por Futebol!

Após comemorar muito o título conquistado pelo Corinthians na noite passada, consegui reunir condições de escrever algumas linhas para deixar registrada a minha imensa satisfação em fazer parte desse bando de loucos e torcer para o melhor time do país. Me desculpem os torcedores das demais equipes, mas hoje não há contestação, o Corinthians é o melhor.

Me lembrei de uma declaração de Andrés Sanches onde o ex-mandatário disse que o Timão precisava acostumar-se a disputar a Libertadores para ganhar. E logo após o titulo do BRA-11 afirmou que em no máximo em três anos o Corinthians seria campeão da Liberta.

Não precisou muito, bastaram exatos sete meses (no dia 04/12/11 conquistou o BRA e em 04/07/12 a Libertadores) para que o Timão conquistasse a sua primeira (de muitas) Taça Continental.

Eleger um único personagem para destacá-lo como o herói ou o principal jogador da campanha é uma heresia ou uma blasfêmia. 

A campanha do Timão não começou no início da Libertadores - 12, mas quando terminou a participação na edição de 2011. Quando o Corinthians passou por um de seus maiores vexames: o Tolima

Tite estava com a cabeça à prêmio e o, então, diretor Mário Gobbi convenceu o presidente da época, Andrés Sanches, a bancar a permanência do técnico. Isso foi contra os paradigmas do gerenciamento do futebol que prevê a punição com a demissão do comandante.

O próprio Tite é um dos maiores responsáveis por essa conquista. Desacreditado, com um punhado de jogadores na mesma situação, alguns desconhecidos e outros contestados, sem Ronaldo. Deu um padrão de jogo, solidificou a defesa, modernizou a maneira do Timão jogar, mostrou que em seu time não se joga por nome e não era refém de estrela nenhuma. 

Quando teve de colocar o Chicão em seu devido lugar, colocou. Quando teve de dispensar a maior "estrela do elenco", dispensou. Com um grande detalhe, não perdeu o respeito e a dedicação do restante do elenco.

Treinador moderno (podem chamar de retranqueiro), que usa a gestão de pessoas para mostrar a todos a sua importância dentro do elenco. A soma de tudo isso foi o título brasileiro em 2011. Do inferno pré libertadores à glória nacional. E da glória Nacional à excelência Continental.

A união da diretoria, comissão técnica e elenco é o grande destaque desse clube que aprendeu a jogar a Libertadores da América e proporcionou aos amantes do esporte bretão um espetáculo de campanha.

Incontestável no setor defensivo e com um ataque eficiente. Todos os jogadores com uma função tática definida que primava pelo coletivo, era um ajudando o outro. Quem saia, não reclamava e quem entrava, dava o seu melhor. Era um jogando pelo outro e todos pela torcida.

A coroação para esse elenco podemos dizer que começou no jogo contra o Vasco, quando Tite foi expulso, dirigiu o time do meio da galera, viu Cássio fazer bela defesa em chute de Diego Souza e Paulinho marcar aos 43.

Logo em seguida mais um brasileiro, o Santos. Os santistas subestimaram e se viram derrotados pelo coletivo do Timão. A estrela de Emerson começou a brilhar.

E a final não poderia ser diferente, teria de ser contra o Boca Junior. Na primeiro partida, o desconhecido Romarinho se apresenta para toda América. Nessa final temos que destacar a atuação de Emerson, o Sheik da América. O cara já está mal acostumado. Tricampeão Brasileiro (2009, 2010 e 2011) por três times diferentes e Campeão da Libertadores da América 2012.

Foi fundamental na reta final. Marcou três gols e deu o passe para o gol de Romarinho. Na final, marcou os dois gols mais importantes da história do Clube e de quebra fez os argentinos provarem do seu próprio veneno, a catimba e as provocações. Com um detalhe: sem ser advertido com cartão.

Seus gols entram para a galeria dos gols mais importantes da história corintiana ao lado de Basilio (1977 - Paulista) e Tupãzinho (1990 - Brasileiro).

Todos esses ingredientes juntos só poderia resultar em uma coisa: o título inédito.

Para a situação ficar melhor: Campeão Invicto!


Que venha o Chelsea!

3 Comentários:

  1. Clésriton,

    parabéns ao timão!!!!

    Campeão com autoridade e com todos os méritos.

    BLOG DO CLEBER SOARES
    www.clebersoares.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. O Corinthians jogou muito no Pacaembu contra o Boca Juniors e mereceu o título!




    FLA X FLU: CLÁSSICO CARIOCA COMPLETA 100 ANOS

    ResponderExcluir