domingo, 12 de maio de 2013

QUEM MANDA? SANTOS OU CORINTHIANS? by globoesporte

O clássico entre Corinthians e Santos completa seu centenário em 2013. Neste domingo, às 16h, os rivais históricos não só disputam a primeira partida da final do Campeonato Paulista no estádio do Pacaembu, como também põem em jogo um retrospecto recente que inclui duelos eliminatórios memoráveis, trocas de farpas e a consolidação de dois gigantes do futebol brasileiro.
Em cinco anos, esta é a terceira vez que as duas equipes se encontram para decidir quem é o melhor time do estado de São Paulo. Em 2009, sob a batuta de Ronaldo, o Corinthians levou a melhor, com direito a um golaço do Fenômeno na Vila Belmiro. Dois anos depois, o Santos deu o troco, fechando a conta com o jovem ídolo Neymar balançando as redes. Chegou a hora do tira-teima.
Como se não bastasse a sequência vitoriosa em âmbito regional – o Peixe luta pelo tetracampeonato inédito do Paulistão, enquanto o Timão é o maior campeão da história do torneio, com 26 títulos – os rivais estenderam o duelo ao continente sul-americano. Últimos campeões da Taça Libertadores da América, Santos e Corinthians se encontraram pela semifinal da competição continental no ano passado. E o time do Parque São Jorge levou a melhor.
Cássio, Rafael, Arouca, Paulinho, Emerson Sheik, Neymar, Alexandre Pato... O clássico reúne um cartel invejável de estrelas, cujos currículos já estão repletos de títulos. Os laterais Alessandro e Léo, símbolos de longevidade em suas respectivas equipes, que o digam. Além da história e da rivalidade, o duelo em preto e branco vem sendo apimentado por diversos fatores recentemente.
No fim do ano passado, quando o Corinthians viajou ao Japão para a disputa do Mundial de Clubes, Léo ironizou a bagunça feita por alguns torcedores, que foram se despedir da equipe no aeroporto de Guarulhos, dizendo que quem está acostumado com rodoviária não poderia ir a um ambiente mais recatado. A resposta veio após o título, com xingamentos do Sheik.
O próprio Neymar já foi pivô de algumas polêmicas: foi intimidado pelo ex-volante corintiano Cristian na final em 2009, recebeu críticas do técnico Tite por ser "cai-cai", recebeu cutucadas de todos os lados...
Enquanto o Corinthians chega embalado por uma goleada sobre a Ponte Preta nas quartas e uma vitória nos pênaltis sobre o São Paulo na semi, o Peixe vem de duas emocionantes classificações nas penalidades – uma sobre o Palmeiras, outra diante do Mogi Mirim.
Wilson Luiz Seneme apita o clássico, auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho e Anderson José de Moraes Coelho. A TV Globo transmite ao vivo para SP, RJ, DF, RS, RN, AL, PB, MA, SE, PI, MT, MS e Região Norte, enquanto o Sportv transmite para todo o Brasil. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os detalhes da final em Tempo Real, com vídeos, a partir das 13h30m.
#escalações
Corinthians: assim como nas últimas partidas, Tite evitou qualquer mudança em sua formação. Apesar das atuações abaixo do esperado contra São Paulo e Boca Juniors, o técnico confia na manutenção do meio-campo com Romarinho, Danilo (mais centralizado desta vez) e Emerson, com Guerrero como referência no ataque. O Timão inicia a disputa pelo título paulista com a seguinte equipe: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf e Paulinho; Danilo, Romarinho e Emerson Sheik; Paolo Guerrero.
Santos: Muricy Ramalho faz mistério e só revelará sua equipe momentos antes da final. A dúvida é se voltará a usar Galhardo e Bruno Peres na lateral direita, ou seguirá com Neto no time, como diante do Joinville, pela Copa do Brasil. Felipe Anderson improvisado é outra opção no setor, assim como no meio. Até Marcos Assunção pode ganhar uma vaga depois de dar assistência para Durval marcar contra o JEC. Cheio de interrogações, o possível Santos: Rafael Gabral; Neto (Bruno Peres ou Felipe Anderson), Edu Dracena, Durval e Léo; Renê Júnior, Arouca, Cícero e Felipe Anderson (Marcos Assunção); Neymar e Miralles.
#quem está fora
Corinthians: Jorge Henrique foi afastado por ato de indisciplina e não vestirá mais a camisa alvinegra. Renato Augusto, que se recupera de lesão no músculo posterior da coxa direita, e Guilherme Andrade, com lesão grave no joelho e previsão de recuperação de seis meses, também ficam fora.
Santos: Giva (pubalgia) e Montillo (estiramento na coxa esquerda).
#fique de olho
Corinthians: o volante Paulinho ficou mais “preso” do que o normal nas duas últimas partidas, por conta dos esquemas táticos utilizados pelos adversários. Neste primeiro jogo da final, o camisa 8 deverá atuar com mais liberdade e terá a chance de ser decisivo novamente. Autor de gols importantes em sua trajetória pelo clube, pode ser um fator surpresa para o Timão.
Santos: o craque Neymar é a maior esperança para desequilibrar a final a favor do Santos. Sem brilhar nos últimos jogos, o camisa 11 pode ser o diferencial da decisão. Artilheiro isolado do Paulistão, com 12 gols, ele poderá se distanciar ainda mais de Paolo Guerrero, do Corinthians, com oito gols. O peruano é o concorrente mais próximo que ainda disputa o campeonato, ao lado de Cícero, também do Peixe.
#o que eles disseram 
Tite, técnico do Corinthians: Temos de jogar bem e melhorar o processo de criação. Se colocarmos esse jogo em estatísticas, vamos ver que os trabalhos estão consolidados. São os dois últimos campeões da Libertadores, o que aumenta ainda mais a importância da partida. Precisamos jogar tudo para que possamos ser os melhores”.
Muricy Ramalho, técnico do Santos: Nosso time vai jogar como já vem atuando: marcando bem e tentando surpreender o adversário. A rivalidade existe, mas dentro de campo, eles (atletas) são profissionais”.
#números e curiosidades
* Quem tem vantagem?
* No século 21, de 2001 para cá, esta é apenas a quarta vez que o Paulistão tem uma decisão entre dois grandes do estado. Em 2003, Corinthians e São Paulo fizeram as finais e o Timão foi campeão com duas vitórias por 3 a 2. Em 2009 e 2011, Corinthians e Santos decidiram o título, com cada equipe levando o troféu uma vez.
* Esta é apenas a terceira vez que Santos e Corinthians decidem o Paulistão em jogos de mata-mata. Em 2009, o Corinthians levou a melhor após uma vitória por 3 a 1 na Vila e um empate em 1 a 1 no Pacaembu. Em 2011, o Peixe foi o campeão após um empate sem gols no Pacaembu e uma vitória por 2 a 1 na Vila.
* Santos e Corinthians terminaram nas duas primeiras posições do Paulistão em oito oportunidades, seis delas em campeonatos por pontos corridos (as outras duas estão citadas acima). O Timão levou a melhor em 1928 e 1929. Já o Peixe foi campeão em 1955, 1962, 1968 e 1984.
* Corinthians e Santos são as equipes que menos perderam na competição, sofrendo apenas duas derrotas em 21 partidas. A Ponte Preta também perdeu apenas duas vezes, mas em 20 jogos.
* O Corinthians é o recordista de títulos paulistas, com 26 conquistas. O Peixe aparece na quarta colocação, com 20 taças.
* O Santos leva vantagem em seus confrontos recentes diante do Corinthians. No século 21, as duas equipes se enfrentaram 42 vezes, com 19 vitórias do Santos, dez empates e 13 vitórias corintianas, com 64 gols santistas e 61 do do Timão. Já nas últimas dez partidas, o Peixe venceu quatro vezes, contra apenas uma vitória corintiana e cinco empates.
* O Pacaembu já foi palco 94 vezes do clássico entre Santos e Corinthians. No estádio preferido dos corintianos, o Timão leva vantagem com 35 vitórias e 31 empates, contra 28 vitórias santistas (146 gols do Corinthians e 132 do Peixe).
* Clássico mais antigo do futebol paulista, Santos e Corinthians se enfrentaram pela primeira vez no dia 22 de junho de 1913, no Parque Antarctica, que futuramente teria o nome trocado para Palestra Itália. Em partida válida pelo Paulistão, o Santos venceu por 6 a 3, gols de Milton (duas vezes), Arnaldo (duas vezes), Ambrósio e Ricardo para o Peixe, com César Nunes, Luis Fabi e Peres descontando para o Timão.
* Desde o Brasileirão de 2006 que não acontece uma vitória por mais de dois gols de diferença nos jogos entre Santos e Corinthians. A última vez que isso aconteceu foi no dia 5 de outubro, na vitória santista por 3 a 0 no Pacaembu, gols de Kleber, Zé Roberto e Leandro.
#último confronto
Corinthians e Santos se enfrentaram pela última vez no dia 3 de março, pela 10ª rodada do Paulistão. Punido com a perda de mando por causa das moedas atiradas em Ganso no clássico contra o São Paulo, o Peixe mudou seu jogo para o Morumbi. Apesar da expectativa, dentro de campo os rivais não empolgaram e ficaram no empate sem gols.






0 Comentários:

Postar um comentário