segunda-feira, 4 de junho de 2012

CAMISAS 10, NOTA ZERO!

E aí galera Apaixonada por Futebol!


Dois jogadores que chegaram ao topo do mundo com muita facilidade, pois sabem (quando querem) jogar muita bola. Adriano e Ronaldinho Gaúcho são os jogadores que ultimamente estão tomando conta das principais polêmicas do nosso futebol.



O primeiro classificado de imperador em tempos que enchia os olhos dos amantes do esporte bretão, sofreu com lesões, esteve no centro de polêmicas aos montes e decidiu voltar ao nosso Brasil. Por São Paulo e Flamengo nas primeiras tentativas e no Corinthians em sua última investida. No time dirigido por Tite, entrou em campo poucas vezes, se somado o tempo que esteve em combate não dá um jogo completo. De bom, apenas o gol que marcou na virada contra o Galo Mineiro no Brasileiro do ano passado.

A relação Tite/Adriano/Corinthians se desgastou ao extremo e uma negativa para não subir na balança foi a gota que faltava. Adriano foi dispensado! 

O Timão ficou com o prejuízo e nos últimos dias pagou uma indenização de pouco menos de R$ 2 mi. Pagou pelo que não usufruiu; pagou e não levou; pagou por um produto estragado que funcionou apenas uma única vez. Imagem para o marketing, Adriano não tinha, pois nenhuma marca que se preze colocaria o rosto de um "boy problem" em seu produto. Porém, comprou sabendo de todos os riscos que corria.

De igual modo, o Flamengo, da presidente Patrícia Amorim, comprou o melhor jogador do mundo por duas vezes, eleições de 2004 e 2005. Comprou pensando que teria em mãos um Ronaldo Fenômeno e alcançaria além de títulos, muitas ações de marketing. Mas a presidente não lembrou que a imagem desses Ronaldos são antônimos. O fenômeno tem uma simpatia e carisma fora do comum, já o segundo é totalmente antipático e fechado em termos de mídia, ou seja, não tem mercado.

No quesito título: as ondas estavam boas até a conquista do Campeonato Carioca 2011, vencendo a Taça Guanabara e Taça Rio. Mas vieram os tropeços e com os tropeços as criticas. 

A relação Luxemburgo/Ronaldinho/Flamengo começou a ficar conturbada, mas preferiram tirar o chefe do que o subordinado. O craque esteve envolvido na saída de Vanderlei Luxemburgo, alguns jogadores dizem que ele foi o pivô do episódio que culminou na demissão do técnico.

Agora o craque acusa o Flamengo de mal pagamento (nenhuma novidade) e o Flamengo quer processa-lo e pede a sua reintegração junto a justiça. Em entrevista ao fantástico, o cara se mostrou um santo e exemplo de profissional! Será? Mas as imagens do circuito interno do hotel provam que ele está mentindo!

O que mais me chama a atenção é que o Palmeiras, time que não vive uma boa fase e agora não tem estádio, ainda correu atrás do jogador para negociar mais uma vez com ele. Foram acusados pelo Flamengo de aliciamento e quase foram para o tribunal.

Lembro-me que antes do Flamengo entrar na jogada, o Verdão tentou a contratação do craque. Errar por falta de conhecimento é aceitável, mas errar diante do exemplo é mais que burrice. E quem está caindo na burrice é o Atlético – MG, que anunciou a contratação de Ronaldinho.

Ronaldinho terá que provar que joga se pagarem seu salário.

E o que dizer do Flamengo? E o que dizer de Patrícia Amorim? Pelo amor de Deus, cair no conto do vigário uma vez tudo bem, mas duas é demais! Não bastasse Ronaldinho, agora é a vez de Adriano dar trabalho no Ninho do Urubu.

O Imperador Adriano iniciou hoje suas atividades pelo bom retorno ao futebol e para provar que o Corinthians cuidou muito mal de sua recuperação.

Patrícia Amorim e Alexandre Calil, prestem atenção! Esses ai não querem mais nada!

0 Comentários:

Postar um comentário