quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

O ALVO É A LIBERTADORES

E aí galera Apaixonada pela Libertadores! Opá, Libertadores não, Futebol!

É, mas é essa a única coisa que os jogadores do Corinthians conseguem enxergar: Libertadores, Libertadores, Libertadores, Libertadores, Libertadores, Libertadores...

A única coisa que pode fazer a equipe do Timão apresentar um futebol com garra, vontade, atitude, ambição e agredir o adversário com impeto é a Libertadores.

Isso ficou claro no empate dessa quarta-feira diante do Mogi Mirim, o Corinthians tinha tudo para aplicar um placar elástico sobre os donos da casa. No entanto, se contentou com a marcação de um gol, de penalti, e tentou administrar o resultado até o final. Mesmo com um jogador a mais (Edson Ramos, tirou o gol com a mão e foi expulso) durante mais de 75% da partida, o time de Parque São Jorge acreditou que venceria a qualquer momento.

O que se via em campo era uma equipe lenta, sem foco e displicente na missão da partida, missão essa que se resume apenas na vitória.

A lentidão do time atribuo ao estilo do capitão. Alessandro foi poupado e a incumbência de liderar a equipe ficou por conta do meia Danilo, que com a sua calma e lentidão contagiou os demais jogadores. A displicência fica por conta do marcador do gol, Emerson não jogou com seriedade, pecou em jogadas infantis e passes desnecessários.

Leandro Castan tentou colocar um gás nos demais jogadores, mas esforço em vão, todos sabemos que uma andorinha só, não faz verão. A torcida, por sua vez, procurou fazer a sua parte e incentivar os que jogavam. Tentativa sem exito! Quando dez não querem, 30 milhões se decepcionam!

O corpo está no Paulistão, mas a mente está na América! Não tem como fujir! Essa edição da Libertadores está sendo considerada como se fosse a ultima oportunidade para o Timão conquista-la. Tudo isso graças a impressa que coloca essa pressão psicológica e faz de tudo para promover a euforia entre os torcedores para vender mais.

O ponto forte dessa apelação psicológica é o fato do Timão ter mantido todos os principais jogadores. Quantos times que mantiveram seus elencos do ano anterior e não obtiveram exito nas disputas do ano em questão? Já vi vários! E a manutenção da equipe corintiana para essa edição está sendo encarada como uma obrigação de sucesso, obrigação de título!

A manutenção do grupo não fará a menor diferença se essa equipe não entrar com vontade, disposição, ambição, garra e, principalmente, equilíbrio emocional para vencer as adversidades na Libertadores.

E você, o que acha dessa obrigação imposta pela impressa? Deixe sua opinião!

6 Comentários:

  1. Olá, tudo bem?
    Aceita uma parceria?
    Abraço.

    futebolmundodabola.blogspot.com
    gamesfmb.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Aceita uma troca de links?

    http://arenabaianafutebol.blogspot.com/

    Aguardo resposta

    ResponderExcluir
  3. Já adicionei o seu link na minha lista de parceiros e estou te seguindo.
    Abraço.

    futebolmundodabola.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olha Tom, o Brasil está muito bem representado. Espero que o timão se dê bem. Abraços!

    http://porpabloparaosapaixonadosporfutebol.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. E o Corinthians precisa melhorar e muito viu, senão pasta!

    ResponderExcluir