domingo, 26 de fevereiro de 2012

EQUILÍBRIO NO CHOQUE REI

E aí galera Apaixonada por Futebol!

Nessa tarde de domingo ensolarada, Palmeiras e São Paulo fizeram o jogo de número 300 na história do choque rei e mais uma vez o equilíbrio prevaleceu. O empate em 3 a 3 foi o placar mais justo pelo que apresentaram as duas equipes. 

Os holofotes estavam direcionados para dois jogadores: Lucas, pelo lado do Tricolor e Marcos Assunção, pelo lado Verde. O garoto Tricolor preocupava os palmeirense por sua habilidade e velocidade nas investidas ao ataque. A zaga são paulina estava apavorada com o que vem apresentando o melhor cobrador de faltas do país, Marcos Assunção era considerado a maior arma de Felipão.

Vi uma entrevista de Leão que dava dicas de como minimizar as possibilidades de gol do time verde em bolas paradas. Dizia o comandante que a referencia de um batedor de falta é a barreira, então, a solução era tirar e deixar o cobrador sem ponto de apoio.

Acredito que Denis não viu a entrevista e sofreu o primeiro em falta cobrada por Daniel Carvalho. A barreira nesse lance serviu para atrapalhar o jovem goleiro.

Com o revés e sem jogador que se apresentasse para desequilibrar no ataque, pois Lucas e Willian José estavam presos na defesa verde, Leão pede para Cicero ir para a área e resolver. O jogador obedece e em passe de Casemiro, marca o empate para o Tricolor.

Pelo lado do Palmeiras as esperanças estavam sobre Marcos Assunção, mas quem brilhou foi Barcos, que marcou o segundo e o terceiro gol da equipe de Parque Antártica. No segundo gol, mostrou que é matador de verdade e veio para suprir essa grande necessidade de Felipão e carência palmeirense. Com muita calma, recebeu de costas para o zagueiro, fez o giro, ficou de frente para o gol, mas ainda teve tempo de dar um lindo drible em Piris antes de marcar. 

Já pelo lado Tricolor, tenho que destacar a ótima atuação de Fernandinho que entrou no intervalo no lugar de Jadson. Com a entrada do jogador velocista, o São Paulo equilibrou a partida e chegou ao empate com o pênalti sobre Cortês, que Willian José converteu e deixou tudo igual.

O jogo manteve uma ótima velocidade, o Palmeiras tinha mais posse de bola e tocava mais, o São Paulo investia em boas jogadas pelo lado esquerdo com Cortês e Fernandinho, Lucas continuava apagado.

Aos 26 minutos, Barcos marcou mais um em falha da defesa são paulina. Os defensores do Tricolor deixaram o atacante sozinho para marcar. Com muita calma, sua marca registrada, e com um toque simples, Barcos mostrou que os problemas do Palmeiras acabaram e gols não vão faltar.

Enquanto lá na frente, Barcos resolvia, a defesa não se entendia e Fernandinho se aproveitou dos erros defensivos e empatou pela última vez. O empate veio da melhor maneira possível, o atacante avança, não é pressionado por Marcos Assunção e chuta de fora da área, GOLAÇO!

Com o empate o Palmeiras mantém a invencibilidade e permanece em terceiro lugar na competição. O São Paulo é o quinto colocado, mas para permanecer na posição depende do jogo entre Oeste e Mogi Mirim. Caso o Mogi vença, o São Paulo cai para sexto.

Os destaques do clássico são as soluções das equipes? 
Pelo que apresentaram nessa partida podem ser considerados como soluções. Barcos é sem duvida a melhor opção para o ataque palmeirense, mas vai precisar de um substituto a altura, Fernandão não resolve. Fernandinho não pode ficar no banco Tricolor, não tem jogador melhor que ele entre os possíveis reservas. Jadson é um bom jogador, mas não resolve a necessidade do São Paulo e Lucas sozinho não faz verão. 

O que você acha? Deixe sua opinião!

3 Comentários:

  1. Clériston,
    grande jogo, o melhor do ano até agora. Ao tricolor e ao verdão ainda falta algumas coisas, mas ambos vem evoluindo muito bem nesse campeonato. Um 3 x 3 digno das tradições de ambos.

    BLOG DO CLEBER SOARES
    www.clebersoares.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Que jogão, concordo com vc Tom. O melhor jogo do ano até então, que mmuitos jogos possam ser assim na temporada. O resultado foi melhor para o São Paulo que ao meu ver se aproveitou bem das bobeiras do Palmeiras para vencer, mas não jogou tão bem quanto o verdão. Uma vitória palestrina não seria injustiça. O tal do Barcos é bom mesmo, sabe fazer gols. Outro que vem ajudando e muito o Palmeiras é o Daniel arvalho. O tricolor precisa melhorar muito ainda, achar um padrão de jogo. Abraços!

    http://porpabloparaosapaixonadosporfutebol.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?
    Convidamos você para dar uma olhada no Guia da Libertadores 2012 no nosso blog.
    Grande Abraço.

    futebolmundodabola.blogspot.com

    ResponderExcluir