quinta-feira, 4 de agosto de 2011

SANTOS NÃO QUER O BRASILEIRO

O grande Santos Futebol Clube, time que venceu o Campeonato Paulista e a Libertadores da América no primeiro semestre, faz campanha de time pequeno e sem expressão no âmbito nacional. São onze jogos, ocupa a décima oitava colocação, venceu apenas três, empatou duas, perdeu seis, marcou 15 gols e sofreu 20.

Com apenas 11 pontos somados, se vê pela segunda rodada consecutiva na zona de rebaixamento.

Muitos podem se escorar no fato de ter três jogos a menos que os demais times, mas não podem contar com pontos que ainda não ganharam, não pode se acomodar apenas pelo fato de estar dentre os classificados para o Mundial de Clubes da FIFA e ano que vem já estar garantido na Libertadores.

Os meninos da Vila disputam um campeonato serio e se ficarem entre os quatros últimos vão ser rebaixados. 


Exagero! De modo algum, pois o Santos apenas conquistou 33% de seus pontos disputados.

Contra o Flamengo, o Santos fez um excelente inicio de partida e se viu com a vitória nas mãos, mas o salto alto imperou diante dos meninos e o golpe foi certeiro. O Mengão não se intimidou e superou os quatro gols do time da casa, vencendo por 5 a 4. Vocês lembram! Jogão de bola, o melhor que vi nos últimos anos.

Contra o Atlético – PR, entrou achando que venceria o jogo quando bem entendesse, mas hoje não existe mais time bobo no futebol mundial. Quem imaginaria que o penúltimo colocado aprontaria para cima dos donos da América?

Eu não imaginava, tanto é que apostei em vitória alvinegra, mesmo fora de casa.

Nessa noite de quarta-feira, o Santos foi ao Estádio São Januário encarar o Vasco.  Apostei no Vasco, mas com um pouco de incredulidade e sabendo que meu palpite poderia ser o mais furado da rodada. No entanto, os meninos sem empenho nenhum contribuíram para mais um acerto do TOM DE BOLA.

O Vasco iniciou a partida e foi para cima do Santos com uma avalancha, ou melhor, um trem bala. Com pouco tempo de jogo, Diego Souza e Eder Luis proporcionaram a maior correria na defesa alvinegra praiana.

No segundo minuto de jogo, não teve como segurar e Diego Souza marcou o primeiro gol da noite.

Os meninos até que tentaram imprimir seu ritmo, um ritmo veloz, mas estavam desgovernados e sem direção. Dedé, pelo lado vascaíno e em disputa particular com Neymar, levava a melhor e parou as investidas da jóia santista.

Com Neymar dominado, o zagueiro foi para o ataque e jogou “areia nos olhos” do goleiro Rafael. O goleiro disse que a culpa foi dos refletores, mas Dedé não tem nada a ver com isso e marcou, aos 20 minutos, o segundo gol dos anfitriões.  

No segundo tempo, o Santos aparentava estar melhor na partida, mas em meu ponto de vista foi uma estratégia adotada pelo time da Colina. Dar espaço aos peixes até o meio campo e pressionar, forçando o erro de passe. Com isso tentar sair no contra ataque e matar o jogo. A partir do meio campo, o Vasco marcava forte, Dedé não perdeu uma bola.

No minuto de número 26, o zagueiro proporcionou uma das jogadas mais bonitas da partida. Dedé toca de cabeça para o meio da área, Alecsandro acerta uma linda bicicleta.

No mais, o Vasco fez sua parte que era marcar e impedir um gol que pudesse gerar uma reação santista. O Santos foi barrado mais uma vez e tem problemas com essa campanha horrível.

Mas o que me saltou aos olhos na partida foi à infantilidade de Neymar. Jogador entrou em campo pendurado por excesso de cartões, mesmo assim, em um lance já paralisado, dá um bico na bola e leva o terceiro cartão. Cartão esse que o deixará fora da próxima partida.

Normal! Sim, normal, mas é um cartão que pode (e deve) ser evitado. O Santos está numa situação complicada na tabela, depende de suas estrelas e o garoto me faz isso. Ação premeditada, movida pela seleção Brasileira. Ficando fora da próxima partida, poderá se apresentar antes para a partida contra a Alemanha.

Por conta dessa atitude, o Santos ficará sem Neymar por duas partidas, em jogos contra Ceará e Corinthians.

Abre o olho Santos!!!

2 Comentários:

  1. Tom

    é isso mesmo, o Santos tem que acordar se não vai viver o pesadelo de segundona

    ResponderExcluir
  2. Clériston,
    eu não diria "não quer", diria que fez outra escolha, escolheu o mundial, e que para esse escriba esta totalmente certo. Mas claro, também não pode esculhambar de vez...
    Mas acho que é só uma questão de tempo para voltar as vitórias, o elenco é muito bom.

    BLOG DO CLEBER SOARES
    www.clebersores.blogspot.com

    ResponderExcluir