quarta-feira, 10 de agosto de 2011

CORINTHIANS: LÍDER NA "MARRA"

Santos e Corinthians se reencontraram no mesmo palco da decisão do Paulista desse ano, na Vila Belmiro. O jogo era valido pela quinta rodada do Brasileirão, que foi adiado por conta da participação do time praiano na Libertadores da América. Os donos da casa sem suas jóias, Neymar e Ganso que não jogaram por que participaram de mais um vexame com a seleção Brasileira.

Na tarde dessa quarta-feira, os brasileiros enfrentaram os alemães e arrumaram mais uma derrota para a coleção particular de Mano Menezes. Alemanha 3 x 2 Brasil. Mesmo com a derrota, a CBF confirmou que o técnico continua no comando da seleção. Mas não estou a fim de falar sobre isso!!!

Os santistas entraram em campo com uma formação um pouco mais leve do que a prevista, pois contava com Diogo e Ibson, Adriano ficou no banco de suplentes. Já o Timão foi para a praia com um time mais lento, pois não tinha a velocidade de Jorge Henrique, suspenso.

O primeiro tempo foi praticamente do Corinthians, algumas jogadas de triangulação pela esquerda, que resultaram em chutes desastrosos de Emerson. O cara ainda não se encontrou, marcou aquele gol contra o Avaí e mais nada, acorda mano, o Levezinho está voltando. (Volta logo Liédson!)

O garoto (prata da casa) Danilo Fernandes foi exigido apenas uma vez e correspondeu a altura. Belo chute de Elano e ótima defesa de Danilo.

O jogo foi marcado pelo número assustador de passes errados, como podem errar tantos passes assim?

Os sistemas de meio campo das duas equipes deixaram a desejar. Pelo lado do Timão, Danilo e Alex não renderam o que era esperado, jogadas com inteligência não se viu em nenhum momento do jogo. Moradei, ainda pelo lado do Timão, em alguns lances demonstrava certa indignação ou displicência e rifava a bola sem necessidade e direção, mas foi eficiente nos desarmes (foram 17 e com poucas faltas) e quando saia com calma não errava nenhum passe.

Pelo lado do Peixe, o único que buscava o jogo e tentava encontrar o caminho do gol era Arouca. Alguns sites colocaram que Elano fez bela partidas, mas acho que viram outro jogo e não o mesmo que vi.

Sim!!! Buscou o jogo, porém, não teve eficiência para dar seqüência nas jogadas e poderia ter sido expulso por conta de entrada dura em Elias, no final do segundo tempo, antes de pedir para sair.

O segundo tempo, sem sombras de dúvida foi dominado (domínio estéril) pelos santistas. Em duas chances claras de gol, uma aos 5’ com Elano que obriga Danilo Fernandes a praticar ótima defesa e mostrar que a sombra de Júlio César não é o Renan. E outro oportunidade aos 22’, com Borges, que o goleirão conta com a sorte e olha a bola sair por sua direita.

O Corinthians assumiu a postura de esperar o Santos para roubar a bola e sair no contra-ataque, mas com a falta de jogadores velozes, isso se tornou impossível. Principalmente quando Tite resolveu fazer sua segunda substituição, a primeira havia sido a saída de Fábio Santos (fraturou a clavícula) para a entrada de Welder, por falta de lateral esquerdo. O técnico tira Willian, jogador que mais buscava as jogadas e partida para cima, e colocar o garoto Elias. Errou!!!

Muricy sofria de igual modo, não tinha como tentar algo diferente na partida, não tinha suplentes que pudesse explorar a falta de atitude do Corinthians e buscar o resultado. Isso fica visível no número de substituições realizadas no jogo. Saíram Fábio Santos e Elano machucados para as entradas de Welder e Adriano; substituições táticas: tivemos as saídas de William e Diogo para as entradas de Elias e Alan Kardek, respectivamente.

Jogo fraco tecnicamente e de duas equipes e técnicos covardes, que se esconderam e não buscaram o gol.

Resultado que devolveu a liderança ao Corinthians, que com 33 pontos igualasse ao Flamengo, mas supera em número de vitórias.

1 Comentários:

  1. Aposte no Bolão do BRITFOOT (é o mesmo do Net Esportes, porém, ele foi roubado, então, continuamos no nosso novo blog). http://britfoot.blogspot.com/2011/08/bolao-do-brasileirao-16-rodada.html

    ResponderExcluir