domingo, 2 de junho de 2013

BRASIL PROCURA, MAS NÃO REENCONTRA O FUTEBOL DO PENTA!

E aí galera Apaixonada por Futebol!

Mais um estádio para a Copa do Mundo é (re) inaugurado! O Maracanã mesmo com a possível proibição de a partida ser realizada, devido ação aberta pela ilustre juíza Adriana Costa dos Santos, que alegava insegurança aos torcedores que compareceram ao reformado templo do futebol Brasileiro. Polêmica instaurada e logo derrubada, vamos para o jogo!
Neymar, o mais novo jogador do Barcelona, mudou de time e aproveitou para mudar a camisa. Sai a 11, entra a 10 que consagrou Pelé na seleção.



Vitória sobre uma grande seleção é importantíssima para o início da caminhada rumo ao título da Copa das Confederações. Nenhum jogador precisava provar nada, uma vez que já estão garantidos na competição, acredito que até mesmo por isso, conseguiram imprimir um certo domínio nas ações nos minutos iniciais, mas sem levar tanto perigo ao gol de Joe Hart, a não ser nas jogadas de Neymar e Hulk (chutes a queima-roupa).

A Inglaterra não se esforçava em atacar e o Brasil aproveitou para acumular tempo com a bola nos pés, mas sem evoluir muito. Felipão preferiu jogar com Hulk, Neymar e Fred centralizado, quando 'acredito' que o correto seria a aposta em Lucas no lugar de Hulk. A formação 4-3-3 me agrada, mas quando os lados do campo são compostos por jogadores de velocidade, e Lucas é uma ótima opção pelo lado direito.

Espero que no próximo compromisso (amistoso contra a França, na Arena Grêmio, em Porto Alegre), Felipão abra os olhos e promova a formação de ataque com a entrada de Lucas, para dar mais velocidade e dinamismo de jogo.

Criatividade é outro ponto fraco dessa seleção! Muito se espera de Oscar, mas não enxergo essa qualidade no franzino e habilidoso meio campista. Falta alguém para pensar e executar as jogadas com passes que desmonte os ferrolhos que serão criados, como aconteceu nesta tarde. O Brasil só chegou ao gol em jogada de Hernanes, quando chutou de fora da área (belo chute), acerta o travessão e no rebote, Fred empurra para marcar o primeiro.

O velho conformismo pela vitória magra recaiu sobre os jogadores brasileiros e o ingleses entraram no jogo. Viraram a partida com gols de Chamberlain e Rooney (ambos de fora da área). Sorte nossa que Paulinho, antes de ser substituído, marca um belo gol e evita o vexame.

O técnico é o mesmo de 11 anos atrás, quando vimos uma seleção vencer todos os jogos do Mundial de 2002 e sagrar-se Pentacampeão do Mundo. Felipão construiu uma família vitoriosa que enxia os olhos, mas agora não apresenta possibilidades de repetir o feito. Jogadores tem e são os melhores em suas posições, um ou outro pode ser contestado, mas são bons e destaques em suas equipes. No entanto, quando estão juntos não apresentam o mesmo resultado.

Acreditar! Esse é o nosso papel como torcedor, mas é uma tarefa árdua.

0 Comentários:

Postar um comentário