domingo, 14 de outubro de 2012

O SÃO PAULO ENTROU! O PALMEIRAS ESTÁ AFLITO PARA SAIR!

Rogério Ceni pisou no gramado do Morumbi pela quingentésima vez. A palavra é feia, mas a marca de 500 jogos na sua casa é rara e bela. Para presenteá-lo, o São Paulo resolveu dar o que o goleiro mais gosta: dedicação, raça, vontade e disposição. Receita que, mesmo executada por apenas 30 minutos, foi fatal para o frágil Figueirense. A vitória por 2 a 0 e mais a derrota do Vasco para o Santos pelo mesmo placar levaram o Tricolor pela primeira vez ao G-4 do Brasileirão. O time catarinense está ainda mais perto do rebaixamento.

Primeira vez também de um time paulista na zona de classificação à Libertadores de 2013. Com um roteiro esperado pelos 27.641 torcedores que foram ao Morumbi. Assistência do garçom Jadson, gol do artilheiro Luis Fabiano, que chegou a 15 na competição e 83 no estádio, igualando o recorde de Serginho Chulapa como maior artilheiro no local.

O Figueira não mostrou nada que possa alentar sua torcida sobre a chance de ficar na Primeira Divisão. Sem força, sem reação, sem muito talento e sem ânimo. A equipe é penúltima na tabela, com 25 pontos, dez atrás do Bahia, o primeiro fora da zona de rebaixamento. Já o São Paulo chegou a 52 e abriu dois do Vasco.

Uma situação que pode ficar ainda melhor, já que na quinta-feira os comandados de Ney Franco receberão o lanterna Atlético-GO no Morumbi. Na quarta, o Figueirense vai ao Beira-Rio para mais um difícil duelo. Agora diante do Internacional, outro postulante à Libertadores.

Agora, o Palmeiras vive uma situação complicadíssima e que piorou mais com a derrota frente ao Náutico, no Estádio dos Aflitos. Faltou sorte, talvez talento, sobrou castigo e desespero. Em uma tarde de boa atuação no primeiro tempo e muito nervosismo no segundo, o Verdão perdeu por 1 a 0 e viu se aproximar a queda para a Série B. Os pernambucanos estão praticamente garantidos na elite em 2013. 

Foi uma apresentação voluntariosa de um Palmeiras desfalcado por oito jogadores diante de um adversário muito forte em casa. O Verdão pressionou, criou boas chances, teve até uma bola de Obina tirada em cima da linha por Alison, mas deixou o campo derrotado pela 18ª vez em 30 rodadas. O Náutico fez o básico. Suficiente para o artilheiro Kieza marcar o 11º gol dele no torneio. Thiago Heleno foi expulso no segundo tempo e acabou com a esperança de reação.

O resultado deixa o Palmeiras com 26 pontos e em péssima situação. A oito rodadas do fim, a diferença para  o Bahia (derrotado pelo Coritiba), último a se salvar neste momento, permanece em nove pontos. Mergulhado na crise, o clube do Palestra Itália precisará de uma grande arrancada para fugir da degola, a começar na quarta-feira, contra o próprio Tricolor baiano, quarta-feira, às 19h30m, em Pituaçu. 

Já o Náutico se afasta cada vez mais do perigo de ser rebaixado ao acumular mais um triunfo em casa: dos 12 obtidos na competição, 11 foram nos Aflitos. O clube tem agora 40 pontos, em nono lugar, bem perto também de conquistar uma vaga na Copa Sul-Americana. Na quarta, pega o Coritiba, às 19h30m, no Couto Pereira.

2 Comentários:

  1. A situação do Palmeiras realmente é muito crítica! Enquanto isso, o São Paulo encaixou uma boa sequencia de jogos e chegou ao G-4, tirando o Vasco que estava lá por um tempão.


    Top Blog 2012; Vote no FC Gols

    Top 30 Brasil; Vote no FC Gols

    Árabes do PSG podem comprar cerca de 30% do Milan

    ResponderExcluir
  2. A cada rodada que passa a situação do Palmeiras vai ficando dramática e a Série B fica mais perto ainda mais com um time limitado.

    ResponderExcluir