terça-feira, 11 de dezembro de 2012

QUER SABER SE O TIMÃO VAI À FINAL DO MUNDIAL?

Eu também! Como queria ter algum mecanismo para saber se o meu Timão vai chegar às finais do Campeonato Mundial de Clubes. Mas, infelizmente essa resposta será conhecida apenas nesta quarta-feira, por volta de 10hs30 (horário de Brasília), o que é uma pena.

Não tenho essa resposta, no entanto, baseado nas últimas conquistas do clube, acredito que as chances são maiores do que a zebra pintar nas cores do africano Al Ahly Sporting Club. Fato que não seria inédito para um clube brasileiro. Quem não se lembra do fatídico Internacional 0 x 2 Mazembe e a dança do goleiro Kidiaba?

O Corinthians entra como franco favorito à classificação, status alcançado com as apresentações nas conquistas dos títulos brasileiro e da Libertadores da América. A segunda, de forma invicta e com vitória sobre o temido Boca Juniors da Argentina.

O time está bem entrosado, fruto de um longo trabalho, manutenção do elenco e uma pronta substituição das peças que por algum motivo deixou grupo.  A escalação prevista para a semifinal é: Cássio; Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Ralf e Paulinho; Danilo, Douglas e Emerson Sheik; Paulo Guerrero. Dos que estarão em campo, 73% atuam juntos desde 2011 e 55% desde 2010.

O Corinthians é um time que impressiona pela excelente regularidade, eficiência, determinação e garra que emprega em cada partida disputada. Raras foram às vezes que vimos um time apático, abatido e ser derrotado com facilidade. Equipe que sabe abafar a saída do adversário, na intermediária a dificuldade é imposta pelos ótimos volantes e a solidariedade dos atacantes quando a equipe não está com a bola. A defesa é firme e conta com dois ótimos zagueiros e a experiência de Chicão, ótimo nas coberturas e saídas de bola.

Não há nenhum craque que encha os olhos e nos motive a acreditar em alguma jogada extraordinária, como o Neymar no Santos, Cristiano Ronaldo no Real ou Messi no Barcelona. O time é coeso, solidário e muito eficaz, o que minimiza a ausência de um craque.

Emerson Sheik é um cara decisivo, mostrou que tem vocação para decidir campeonatos e é nele que a torcida confia quando pensa em jogada individual.

O adversário é antigo, vitorioso em seu território, possui uma grande torcida (estima-se 20 milhões), mas sem muita tradição em âmbito mundial. E é no imponderável fascinante do futebol que os “anti-corintianos” se apóiam. Esperam que a zebra (animal nativo da África Central e do Sul, mera coincidência) apronte para cima do Todo Poderoso Timão.

Pelos indícios e na teoria, o Timão deve passar com facilidade pelo time egípcio e vai à final para pegar o Chelsea (palpite da maioria, mas acredito no Monterrey). No entanto, o futebol é uma caixinha de surpresas. Abre o olho Timão!

1 Comentários:

  1. tricolor campeao da sulamericana11/12/2012 13:31

    vai al ahly... rumo ao titulo

    ResponderExcluir