domingo, 23 de setembro de 2012

KLEINA TIRA O CORPO FORA!

E aí galera Apaixonada por Futebol!

Ao final da vigésima sexta rodada, o saldo foi excelente para o time de Parque Antártica, que em uma das melhores apresentações desse Campeonato Brasileiro fez a sua melhor apresentação e bateu por 3 a 1 o Figueirense em pleno Orlando Scarpelli.

Gilson Kleina desembarcou em um time campeão, é verdade, mas que vive uma fase de time de segunda divisão. Assumiu a equipe com a dura missão de tirá-lo da zona de rebaixamento e garantir a permanência na serie A em ano que também retorna à Libertadores da América.

Não sei o que falou para o grupo ou apenas para Marcos Assunção (nome e destaque da partida), mas que já começou a surtir efeito, começou.

Marcos Assunção transferiu a responsabilidade da vitória para a mudança de atitude do grupo: Não foi a mudança de técnico, mas de atitude. Se nós não mudarmos, pode vir técnico da Europa que não vai dar jeito. Agora tem de continuar assim. Eu vou lutar até o final para tirar o time dessa situação, nem que eu tenha de deixar a vida em campo.

O novo comandante já avisou que não será o salvador da pátria e logo após o jogo disse: A única coisa que vou prometer é trabalho. A palavra tem de ser trabalho. Se não saímos da zona de desconforto hoje, ao menos nos encaminhamos para isso.

O Palmeiras iniciou a rodada com oito pontos a menos que o primeiro time fora da zona de rebaixamento, mas a vitória somada a derrota do Coritiba, essa diferença diminuiu para cinco. No entanto, a missão de Kleina não é nada fácil. Não depende apenas do Palmeiras. É vencer e torcer, torcer muito contra os concorrentes que estão à sua frente.

O novo técnico alviverde sabe disso e tratou de tirar seu corpo fora ao dizer que promete trabalho. O possível rebaixamento não é culpa dele, traduzindo em miúdos, é isso que tentou transmitir. 

E está certo, o rebaixamento não poderá ser colocado como fracasso seu, uma vez que, pegou a equipe já nesta situação.

Digo isso por que não consigo visualizar o Verdão fora da zona de rebaixamento. Não sei se estou sendo levado por meus olhos corintianos, mas essa é a leitura que consigo ter neste momento. Não me deixarei levar por apenas um jogo contra um time fraco.

0 Comentários:

Postar um comentário