domingo, 20 de novembro de 2011

TIMÃO LÍDER IMPERIAL

E ai galera Apaixonada por Futebol!!

Quem pensou que seria fácil, que não ia ter sofrimento e que o Timão passaria sem dificuldades pelo Galo Mineiro, se enganou. Mais uma vez, como aconteceu no primeiro turno, o jogo foi suado, difícil e o Timão saiu perdendo, mas virou. 

O Timão entrou em campo pressionado, pois a vitória Vascaina no dia anterior havia tirado a liderança dos paulistas e a vitória era obrigação para voltar a liderar.

O Atlético - MG veio com a intensão de sair do Pacaembu pelo menos com um empate e para isso o técnico Cuca armou uma gaiola para prender os meias do Timão. Deixava os zagueiros livres para tocar a bola, mas quando eram procurados os meias não os encontravam, pois estavam presos na marcação.

Paulinho era uma das alternativas de jogadas e muitas e muitas vezes vimos as tentativas com as jogadas na ponta com o jogador Willian. Não por acaso que a primeira grande chances saiu de seus pés, em bola chutada da entrada da grande área que passou a esquerda de Renan Ribeiro.

O primeiro tempo foi marcado pelo número execício de faltas, faltas cometidas pelo galo e quem levou o primeiro amarelo da partida foi o corintiano Alessandro. O arbitro não teve critério e foi rigoroso ao aplicar o amarelo no corintiano. Enfatizo esse lance, pois foi motivo de protesto pelo lado mineiro, por que mais tarde (no segundo tempo) Alessandro voltaria a fazer falta, que mereceria amarelo e o arbitro não o expulsaria.

No segundo tempo, quando Danilo perdeu a bola e deu início a jogada que sairia o gol do galo, Tite já preparava a sua substituição por Alex. Após o gol sofrido a situação ficou insustentável e a torcida engrossou o coro para que ele saísse, pois bem, Alex em campo e o Timão em desvantagem. 

A torcida fiel como sempre, mesmo perdendo, não deixou de apoiar a equipe. Essa é a grande diferença do Timão, a torcida.

O Corinthians melhorou com a entrada de Alex, passou a pressionar e exigir ótimas defesas do goleiro Renan Ribeiro. Em minha opinião, Alex não deveria ter começado no banco, mas em campo, pois é um jogador mais ágil e habilidoso que Danilo.

A pressão era grande, mas precisava de algo mais, isso por que o Atlético se defendia com todos os jogadores em seu campo de defesa e qualquer situação era motivo de cera, motivo de rolar no chão gastando o tempo. 

O algo mais entraria em campo aos 22 minutos. Adriano entra no lugar de Willian. Confesso que protestei junto aos corintianos que lotavam o Pacaembu. Como assim? Tirar o único cara que levava perigo ao gol dos mineiros! Por que Tite?

Com dois atacantes de área o poder de fogo seria maior. E as duas substituições começaram a surtir efeito aos 32 minutos, com o gol do rei do Pacaembu. Liedson de cabeça, após ótimo cruzamento de Alessandro. No lance, vemos a importância de mais um atacante como o Adriano. O Imperador puxa a marcação de dois zagueiros e é onde que o Levezinho sai nas costas do terceiro zagueiro para marcar.

A coisa voltou a ficar boa para o Timão, pois o empate colocava o time de paulista na liderança do BRA.

Os critérios estão tão desiguais em relação ao Corinthians e as demais equipes que no momento da substituição de André por Neto Berola, o jogador a ser substituído saiu de campo numa lentidão escancarada. No entanto, o arbitro não tomou nenhuma atitude, não aplicou o amarelo no jogador. Muito dirão que é normal, mas se vocês não lembra vou recordar: Corinthians e Grêmio no Pacaembu, 33 minutos do segundo tempo, Edenilson ia ser substituído, fez cera, levou o segundo amarelo e foi expulso. Mas como a situação é inversa, melhor ficar na boa e não criar caso.

A cera proposta pelo Atlético - MG foi anulada aos 44 minutos, quando em bola roubada na defesa, Sheik avança, cruza o meio campo em velocidade e toca para Adriano. O atacante invade a área para dar seu primeiro chute e marcar o seu primeiro gol com a camisa do Timão. Gol que quebrou um jejum de 17 meses do craque e deixa o Corinthians mais próximo do título.

Ao termino da partida, todos os jogadores fizeram questão de cumprimentar e abrasar o Imperador Adriano, que transformou o Pacaembu num verdadeiro coliseu. Não bastece isso, a torcida ovacionou de pé ao Imperador da Republica. 

Na próxima rodada o Corinthians vai ao Oralndo Scarpelli encarar o Figueirense. Vencendo e Vasco e Fluminense ficarem no empate, o Corinthians é campeão.

Será que vai ser fácil?

4 Comentários:

  1. É melhor o Corinthians campeão que o Vasco!

    http://fcgols.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Um domingo Imperial Tom de Bola, que vitória! Espero seu texto, abç.

    http://porpabloparaosapaixonadosporfutebol.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Também acho melhor o Timão Campeão do que o Vasco!!!

    ResponderExcluir
  4. Muito bom Clériston, sua resenha descreveu exatamente o que foi a partida! parabéns! agora, como tudo é sofrido pra nós... acho que a decisão vai ficar pro jogo contra o Palmeiras, mas espero estar errado nisso!!!
    Quando puder, dá uma olhada lá no meu blog, hoje eu fiz um post sobre o time do Santos e suas incoerências: http://elio.lunaticosfc.com.br/

    Abração e fique com Deus!!!

    ResponderExcluir